Motorista capixaba já pode pagar o IPVA parcelado em seis vezes

Publicado em 18/01/2023 às 15:52

Compartilhe

car model,calculator and coins on white table

Imagem de xb100 no Freepik

Uma boa notícia para os motoristas capixabas que pagam o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). É que já está valendo os efeitos do Decreto nº 5224-R, do governador Renato Casagrande (PSB) e, a partir deste mês, o motorista capixaba poderá parcelar o imposto em até seis vezes. Esse é um direito garantido pela Lei 11.673/22, de autoria do deputado estadual Bruno Lamas (PSB).

Até o ano passado, o IPVA só poderia ser pago pelo motorista à vista ou dividido em quatro vezes, seguindo a Lei 10.570/2016, também de autoria do mesmo parlamentar. Agora, o motorista poderá pagar o imposto em seis parcelas iguais e sucessivas, vencendo a cota única (com 15% de desconto) ou a primeira parcela na data de 24/04/23. A última poderá ser efetuada em 04/10/23.

A expectativa é de que a alteração no número de cotas do IPVA beneficie diretamente cerca de 900 mil proprietários de veículos que já pagam parcelado no Estado. Em 2022, aproximadamente 400 mil proprietários fizeram o pagamento do imposto à vista, enquanto os demais optaram por parcelar o débito, totalizando 1,3 milhão de veículos, que é a frota tributável do Espírito Santo.

Foto: Assessoria de imprensa.

Bruno Lamas é o autor da lei que parcela em seis vezes o pagamento do IPVA

“É mais uma entrega importante do nosso mandato, que ajuda os capixabas, principalmente em tempos tão difíceis da economia. Com o parcelamento mais elástico, será possível reduzir a inadimplência em relação ao imposto, beneficiando a um só tempo o Estado, o contribuinte e o conjunto da população capixaba”, declarou Bruno Lamas, que deixa o mandato no dia 31 deste mês e assume o cargo de secretário de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, a convite do governador.

Para o deputado, a nova lei irá aliviar o bolso do capixaba. “Pense no cidadão que tem um carro em dias difíceis, de crise mundial, com o preço da gasolina nas alturas. E também no pequeno empreendedor, que tem uma revenda de água, com uma ou duas motos. Na hora de pagar o IPVA, somado a outras dívidas, fica complicado. Minha lei facilita a vida do contribuinte”, frisou o parlamentar.

Segundo os técnicos da Secretaria da Fazenda (Sefaz), a mudança não acarreta nenhum impacto financeiro para os cofres públicos, uma vez que não altera a base de cálculo ou a alíquota do imposto. O Espírito Santo segue tendo a menor alíquota de IPVA da Região Sudeste e uma das menores do país: 1% sobre motos, ônibus e caminhões; e 2% sobre os carros de passeio e utilitários.

“O IPVA é uma importante fonte de receita do Estado e representa, por outro lado, um significativo impacto no orçamento familiar de milhões de cidadãos capixabas. Dessa forma, ao parcelar o imposto em seis vezes, damos uma importante contribuição ao motorista que cumpre regularmente com seu dever”, concluiu Bruno.

Veja também

brasil-14-06-ft-Rovena-Rosa

FAB encerra neste sábado recebimento de doações ao Rio Grande do Sul

esportes-14-06-ft-go-es

Paratleta capixaba conquista prata no World Series de natação na França

geral-14-06-ft-gov-es-arvore-fotovotaica

Parque Cultural Casa do Governador recebe árvore fotovoltaica

saude-14-06-ft-gov-es

Nova linhagem do Coronavírus foi detectada no Espírito Santo

policia-14-06-moto-roubada-mf

Motocicleta é furtada em Marechal Floriano e vítima diz que vai mudar de cidade

capa-coluna-vida-saudavel-2

Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública

politica-14-06-ft-assessoria-Janete-de-Sa-Desportiva-Ferroviaria

Estádio da Desportiva Ferroviária poderá se tornar patrimônio cultural material do Estado

mundo-14-06-ft-Divulgacao-Queen-Elizabeth-Hospital-vacina-cancer

Vacinas contra o câncer estão em testes no Reino Unido