Morre Gal Costa, aos 77 anos

Publicado em 09/11/2022 às 16:41

Compartilhe

Morre-Gal-Costa-aos-77-anos

A cantora, que fez história na Música Popular Brasileira, morreu nesta quarta-feira (9), em São Paulo

A cantora Gal Costa morreu, na manhã desta quarta-feira (9), aos 77 anos, em São Paulo. A informação foi confirmada pela assessoria da artista. A causa da morte, segundo o jornal “Bahia Meio Dia”, da TV Bahia (Globo), teria sido um infarto sofrido pela artista em casa.

No entanto, a equipe de Gal afirma que o motivo ainda é desconhecido e informações sobre o velório e sepultamento serão divulgadas posteriormente. Gal deixa um filho, Gabriel, de 17 anos.

Gal ia se apresentar no evento “Primavera Sound”, que aconteceu no fim de semana último, em São Paulo (SP), mas cancelou o show de última hora para se recuperar da retirada de um nódulo na fossa nasal direita . A artista teria que ficar longe dos palcos até o fim do mês.

Maria da Graça Costa Penna Burgos, conhecida no mundo como Gal Costa, nasceu em 26 de setembro de 1945, em Salvador, na Bahia, e marcou época na história da música popular brasileira, encantando diversas gerações. A baiana manteve uma parceria longeva com outros artistas baianos, como Caetano Veloso, Maria Bethânia e Gilberto Gil, os “Doces Bárbaros”.

A baiana estava rodando o país com a turnê “As várias pontas de uma estrela”, um show que resgatava grandes sucessos da MPB da década de 80. Além disso, a artista foi confirmada em diversos festivais neste ano, como o “Primavera Sound”, mostrando a habilidade de se reinventar musicalmente e permear gerações.

De “Vaca Profana” a “Cuidando de Longe”, Gal Costa tem vasta contribuição na música popular brasileira, além de gravar com diversos colegas da classe artística. A cantora contribuiu com a discografia de nomes como Marília Mendonça, Silva, Nando Reis, Zeca Baleiro e Daniela Mercury.

Conhecida como “Musa da Tropicália”, movimento cultural que começou na década de 60, Gal Costa lançou o primeiro disco em conjunto com Caetano Veloso, em 1967, intitulado “Domingo”. O disco contou com músicas interpretadas por eles separadamente, além das parcerias “Coração Vagabundo”, “Domingo” e “Zabelê”. Na Tropicália, Gal Costa gravou o disco “Tropicalia ou Panis et Circencis”, com Caetano Veloso, Gilberto Gil, Nara Leão, Os Mutantes e Tom Zé.

Fonte: Portal iG

Veja também

geral-22-02-agencia-Brasil

Receita abre consulta a lote residual do Imposto de Renda

brasi-22-02-defesa-civil-RS

Bolsa Família antecipa pagamento para municípios do Espírito Santo e Rio Grande do Sul

policia-22-02-gov-es-drones

Drones ampliam a segurança nos complexos prisionais do Espírito Santo

brasil-22-02-freepik-estudante

Caixa anuncia concurso com mais de 4 mil vagas para todo o Brasil

geral-22-02-freepik-estudante

Fies Social financia até 100% de encargos para estudantes de famílias do CAD Único

esporte-22-02-gov-es

Paratleta capixaba representa o Brasil em Mundial de natação na Austrália

policia-21-02-pces

Polícia Civil prende em flagrante suspeito de homicídio em Conceição de Castelo

policia-21-02-mf

Bicicleta e moto são furtadas e um micro-ônibus é arrombado em bairro de Marechal Floriano