Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo têm previsão de chuvas fortes para esta sexta-feira

Publicado em 02/12/2022 às 14:45

Compartilhe

rain outside the windows of the villa. tropics

Imagem de Kireyonok_Yuliya no Freepik

Os moradores dos estados do Espírito Santo, Bahia e Minas Gerais precisam estar atentos para a previsão de chuvas intensas ao longo desta sexta-feira (02/12). O alerta é da Defesa Civil Nacional. O risco é que ocorram alagamentos, transbordamentos de rios e deslizamentos de encostas em cidades com tais áreas de risco. 

Os locais mais afetados deverão ser o noroeste, central e litoral norte espírito-santense, os Vales do Mucuri, do Rio Doce e do Jequitinhonha, em Minas, e o sul e centro-sul baiano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

A orientação da Defesa Civil Nacional é para que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar medidas de autoproteção. Entre elas estão desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Em caso de enxurrada, colocar documentos e objetos de valor em sacos plásticos. Em situação de grande perigo confirmada, procurar abrigo e evitar permanecer ao ar livre. 

O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de ocorrências significativas e já comunicou as defesas civis estaduais do risco. 

Alerta de risco por WhatsApp e SMS

O cidadão pode receber alertas de risco da Defesa Civil pelo WhatsApp, para isso, basta se cadastrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou por este link [https://wa.me/556120344611] e, em seguida, interagir no chatbot, que é o atendimento feito pelo robô, enviando um simples “Oi”. Após o envio de qualquer mensagem pelo usuário, o robô encaminhará a pergunta se a pessoa deseja receber os alertas da Defesa Civil. Se sim, será disponibilizado no chatbot os termos de uso e política de privacidade, que regulamentam o projeto, e o pedido para o aceite do usuário. 

Na sequência, será solicitado ao usuário que envie a localização que deseja receber os alertas. Podem ser cadastradas várias localizações diferentes, e ela podem ser alteradas a qualquer momento. Há três possibilidades para o cadastro das localizações: uma é compartilhar a localização na mensagem (toque em Anexar > Localização); digitar o CEP e clicar em enviar ou, simplesmente, digitar o nome do município e enviar. 

No caso de alerta por SMS, é preciso enviar uma mensagem para se inscrever no serviço com o CEP do local onde mora, ou outro local de interesse, para o número 40199. O serviço é gratuito e não há limite de locais cadastrados. Além da previsão de desastre, a população recebe um aviso com orientações para a autoproteção. 

Medidas de autoproteção 

A ocorrência de chuvas intensas é um dos desastres naturais hidrológicos mais frequentes e que mais causam danos no Brasil. Diante disso, a Defesa Civil Nacional tem orientações de autoproteção que podem ser adotadas pela população antes, durante e depois desse tipo de ocorrência. 

Antes do desastre 

– Coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em local protegido e de fácil acesso; 

– Coloque móveis e utensílios em locais altos;

– Desligue os aparelhos elétricos, o quadro geral de energia e feche o registro de entrada de água; 

– Tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso. Não use velas ou lamparinas devido ao risco de incêndio; 

– Se houver risco de deslizamentos na região onde você mora, fique atento a qualquer sinal de rachaduras no terreno ou nas paredes; 

– Cadastre-se para receber alertas. Envie um SMS para o número 40199, informando o CEP de sua residência. 

Durante o desastre 

– Feche bem as portas e janelas; 

– Auxilie crianças, idosos e pessoas com dificuldade de locomoção próximas a você; 

– Evite contato com a água de alagamentos, pois pode estar contaminada e provocar doenças; 

– Nunca atravesse ruas alagadas, porque a força da água poderá arrastá-lo; 

– Não pare o carro perto de árvores ou postes, porque eles podem cair ou atrair raios; 

– Se houver qualquer sinal de movimentação no terreno, procure um local seguro. 

Após o desastre 

– Se a chuva alagar sua casa, lave e desinfete o chão, paredes, objetos caseiros e roupas atingidas. Use luvas e botas ou sacos plásticos duplos nas mãos e pés; 

– Raspe toda a lama e retire o lixo do chão, das paredes, dos móveis e dos utensílios; 

– Não use água de fontes naturais e poços depois do alagamento, porque podem estar contaminados; 

– Volte para casa durante a luz do dia.

Fonte: Governo ES

Veja também

Corpo-de-mulher-encontrado-em-MF

Corpo de mulher é encontrado próximo ao Rio Jucu em Marechal Floriano

copa-futsal-feminino

Copa Verde de Futsal Feminino movimenta região das Montanhas Capixabas neste fim de semana

projetos-esportivos-dm

Projetos sociais esportivos em Domingos Martins oferecem vagas para crianças e jovens de 6 a 16 anos

dengue-em-mf

Marechal Floriano entra em alerta de alto risco com mais de 100 casos de dengue notificados

fungo-controlador

Estudo explica como um fungo pode controlar a principal praga que afeta o cultivo de milho

aedes-aegypti

Prevenção contra a dengue deve ocorrer também em propriedades rurais

saude-23-02-PMDM

Primeiras doses da vacina contra a dengue chegam a Domingos Martins

WhatsApp-Image-2024-01-24-at-13.56.47-2

O poder da comunicação ao promover a inclusão social