Membros do QAnon se reúnem em Dallas à espera de Kennedy Jr, morto em 1999

Publicado em 03/11/2021 às 09:20

Compartilhe

103213


source
Conspiracionistas do QAnon vão às ruas de Dallas, nos EUA, à espera de Kennedy Jr, morto em 1999
Reprodução/redes sociais

Conspiracionistas do QAnon vão às ruas de Dallas, nos EUA, à espera de Kennedy Jr, morto em 1999

Membros do  grupo conspiracionista QAnon foram às ruas de Dallas, no Texas (EUA), nesta terça-feira (2), para aguardar o ‘reaparecimento’ de John Kennedy Jr — morto em 1999, vítima de um acidente aéreo. 

Segundo a imprensa local, os integrantes do grupo acreditam que John Kennedy Jr apareceria à meia-noite no local onde o seu pai, o ex-presidente da República  John Kennedy, fora assassinado em 1963.

Os conspiracionistas acreditavam que Kennedy Jr. apareceria para anunciar o retorno de Donald Trump à presidência do país. O motivo pela espera de Kennedy Jr. é por acreditarem que ele não morreu em 1999, mas estaria ‘escondido’ antes de retornar ao país para um novo período de ‘prosperidade’.

O QAnon é um grupo de extrema-direita estadunidense que acredita em conspirações envolvendo uma ‘rede global’ de pedofilia e tráfico sexual infantil. São seguidores de Donald Trump e estão envolvidos na  invasão do Capitólio em 6 de janeiro deste ano, após o Congresso ter confirmado a vitória do atual presidente Joe Biden.

Fonte: IG Mundo

Veja também

© Ale Cabral/CPB/Direitos Reservados

Medalhistas prestigiam Festival Paralímpico, que ocorre neste sábado

© Leonardo Moreira/FEC/Direitos Reservados

Fortaleza se classifica para sua primeira Libertadores

© Marcelo Cortes/Flamengo/Direitos Reservados

Vice-campeão Flamengo empata com rebaixado Sport em Recife

© José Tramontina/athletico.com.br/Direitos Reservados

Athletico-PR derrota Cuiabá na Arena da Baixada e se afasta do Z4

107879

Comissão da Câmara faz audiência na quarta sobre piso para enfermagem

© 28/10/2021_Fernando Frazão/Agência Brasil

Covid-19: estado do Rio está com risco muito baixo pela segunda semana

© Marcello Casal jr/Agência Brasil

Covid-19: Brasil registra 22 milhões de casos e 615,4 mil óbitos

© Carol Morelli/Arquivo Pessoal

Quarteto feminino bate recorde mundial de natação master