Mais de 200 navios que exportam café tiveram atrasos em abril

Publicado em 12/05/2024 às 06:00

Compartilhe

cafe-atrasado

No último mês de abril, 95 navios para exportação de café, ou 80% do total, registraram atrasos ou alteração de escalas no Porto de Santos (SP), principal escoador do produto no Brasil. O maior prazo apurado foi de 30 dias entre a abertura do primeiro até o último deadline. Os dados constam no mais recente Boletim Detention Zero (DTZ), elaborado pela ElloX Digital em parceria com o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Nos demais portos brasileiros que remetem café ao exterior, o cenário também é preocupante. De acordo com o Boletim DTZ, o índice de atrasos de navios para exportação do produto no complexo portuário do Rio de Janeiro (RJ), responsável por 27% dos embarques no acumulado de 2024, foi de 70%; em Paranaguá (PR), de 42%; em Salvador (BA), de 29%; e em Vitória (ES), de 16%. No compilado geral, 210 navios para exportação de café, ou 54% de um total de 391 porta-contêineres, tiveram atrasos em abril.

“Desse número de embarcações com escalas alteradas, 95 foram somente em Santos, que responde por 70% das exportações de café no acumulado deste ano. Ou seja, os exportadores brasileiros seguem enfrentando intensos desafios logísticos, com o alto índice de atrasos de navios e a falta de espaços no porto santista, que incorrem em ineficiências, destacando-se como os principais entraves na adição de elevado custos, não planejados, aos atores do segmento”, comenta Eduardo Heron, diretor técnico do Cecafé.

Outro dado crítico apontado pelo Boletim DTZ é a continuidade do curto período de abertura de gates no Porto de Santos, que é o tempo que o exportador dispõe para entregar seus carregamentos, originados no interior do país, em cumprimento ao deadline de carga estabelecido pelos terminais nos portos.

No mês passado, apenas 11% dos procedimentos de embarque tiveram prazo superior a quatro dias de gate aberto por navios no Porto de Santos, o menor índice registrado desde o início do levantamento, em janeiro de 2023. Outros 63% possuíram entre três e quatro dias e 26% tiveram menos de dois dias.

“Além disso, no mês passado, 42 navios não tiveram sequer uma abertura de gate no terminal santista, o que é extremamente preocupante, uma vez que isso gera, automaticamente, custos adicionais elevados e inesperados de pré-stacking aos exportadores, que já vivem um cenário oneroso, com os gargalos logísticos, para honrar seus compromissos junto aos importadores dos cafés do Brasil”, lamenta Heron.

BOLETIM DTZ – O Cecafé fechou parceria com a ElloX Digital, uma startup de tecnologia no segmento logístico, para possibilitar que seus associados obtenham evidências, como informações e prints dos sites dos terminais portuários, colhidas de forma automática, quatro vezes ao dia, através de web crawler (robôs), sem a necessidade de alocar um profissional especificamente para essa atividade.

A parceria tem o objetivo de facilitar a obtenção de provas e evidenciar as causas sobre as cobranças de armazenagem adicional e detentions aos exportadores de café, provocadas pelo adiamento dos embarques ou pelos atrasos de navios por parte dos transportadores marítimos, e utilizá-las para denúncias na Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq).

“A Antaq carece de dados e provas substanciais a respeito das causas das cobranças adicionais e inesperadas para aprimorar a sua norma. Sem a apresentação de comprovações consistentes, a Agência fica limitada para aprimorar seus normativos e os usuários continuarão pagando elevadas cobranças de armazenagem adicional e detentions”, revela Heron.

Segundo ele, o Boletim DTZ se torna fundamental e eficaz, aos exportadores de café que aderirem à iniciativa, para que se possa atestar a importância do aprimoramento da regulação à Antaq.

“Notamos uma receptividade positiva da Agência sobre o tema e temos mantido uma agenda positiva com a estatal, com o intuito de aprimorar as normas e coibir abusos, por meio da apresentação dessas provas demandadas por ela, as quais obtemos através da parceria com a ElloX”, conclui o diretor técnico do Cecafé.

Os exportadores de café interessados em acessar o Boletim Detention Zero podem se inscrever através do link https://app.pipefy.com/public/form/-SYfpMNK. Com o cadastro efetuado, a Ellox passará as orientações a respeito dos procedimentos para a obtenção das informações dos terminais.

Fonte: Cecafé

Veja também

cafes-es

Cafés do Espírito Santo no topo do Prêmio Artesanal de Cafés Especiais Torrados

cafe-conilon

Produção de café conilon deve ser a 3ª maior na série histórica no Espírito Santo

Pesquisa-utiliza-biocarvao-de-casca-de-laranjeira-e-eucalipto-para-filtrar-esgoto

Pesquisa utiliza biocarvão de casca de laranjeira e eucalipto para filtrar esgoto

roberto-kautsky-1

Roberto Anselmo Kautsky: o botânico capixaba que revelou ao mundo a beleza das orquídeas do Espírito Santo

Programa-Saude-na-Escola-leva-conscientizacao-e-cuidados-a-criancas-e-adolescentes-em-todo-Estado

Programa Saúde na Escola leva conscientização e cuidados a crianças e adolescentes em todo Estado

Recorde-nas-exportacoes-do-agro-capixaba-no-1o-quadrimestre-de-2024

Recorde nas exportações do agro capixaba no 1º quadrimestre de 2024

Mulheres-Positivas-abre-periodo-de-indicacoes-para-premio-voltado-a-empreendedoras-no-Agro

Mulheres Positivas abre período de indicações para prêmio voltado à empreendedoras no Agro

brasil-24-05-ft-Rafa-Neddermeyer-abrigo-chuvas-sul

Pessoas físicas doam R$ 35 mi do IR para fundos do Rio Grande do Sul