Live do Brasil Econômico discute exigência de vacinação em empresas nesta quinta

Publicado em 18/11/2021 às 14:51

Compartilhe

105743


source
Live irá discutir obrigatoriedade da vacinação nas empresas
Divulgação/iG

Live irá discutir obrigatoriedade da vacinação nas empresas

A exigência de vacinação ou do comprovante de imunização é uma alternativa encontrada pelas empresas para retomar a normalidade de suas operações e voltar com o regime presencial nos escritórios. A medida, no entanto, é vista como abusiva pelo governo federal, que publicou uma portaria proibindo a demissão por justa causa devido à recusa da imunização.

A live do Brasil Econômico desta quinta-feira (18) vai debater a proposta do governo federal e a legalidade jurídica de empresas obrigarem seus funcionários a se vacinarem. O debate contará com a participação da advogada Alessandra Barreto Arraes, que deve tirar dúvidas do público.

A participação poderá ser feita pelo chat do YouTube e Facebook ou pela #BREconômico no Twitter. A live terá início às 17h e poderá também ser acompanhado através do  LinkedIn.

Lives Brasil Econômico

Semanalmente, a redação do Brasil Econômico entrevista algum especialista para aprofundar um tema relevante do noticiário econômico. Sempre às quintas-feiras, as transmissões começam às 17h pela página do Facebook e pelo canal do iG no YouTube.

Veja também

© Samara Miranda/Remo/Direitos Reservados

Copa Verde: Paysandu e Remo empatam em clássico de tempos distintos

© Reuters/Carlos Osorio/Direitos Reservados

Pfizer: 1 milhão de doses chegam ao Brasil hoje

107575

Mega-Sena sorteia R$ 11 milhões nesta quarta; confira as dezenas

107573

EUA têm 10 milhões de vagas, mas não despertam interesse; entenda o porquê

© Edilson Rodrigues/Agência Senado

Plenário do Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF

© ONU/Unaids/Divulgação

Atos no Rio marcam Dia Mundial de Luta contra a Aids

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Anvisa defende transparência e cooperação entre agências reguladoras

107565

Senado não entra em acordo e votação da PEC dos Precatórios é adiada para quinta