ICEPi certifica profissionais pela conclusão do primeiro ano do Aperfeiçoamento em Consultório na Rua

Publicado em 09/09/2023 às 06:10

Compartilhe

ICEPi-certifica-profissionais-pela-conclusao-do-primeiro-ano-do-Aperfeicoamento-em-Consultorio-na-Rua

Mais uma etapa concluída pelos profissionais que integram o Aperfeiçoamento em Atenção Primária com Ênfase em Consultório na Rua, do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi). Foram 23 profissionais, de diferentes categorias, certificados pela conclusão do primeiro ano do curso, que faz parte do Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS).

O evento aconteceu no auditório da Secretaria da Saúde (Sesa), no último dia 31 de agosto, e também celebrou a chegada de novos profissionais para a formação, além de dois novos municípios que aderiram ao projeto, por meio do Provimento e Fixação de Profissionais: Serra e São Mateus. O Consultório na Rua do ICEPi está presente em Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica e Vila Velha. Ao todo, mais de 20 profissionais fazem parte.

O momento foi de troca de experiências entre as equipes do projeto. O enfermeiro Rafael dos Santos, de Aracruz, destacou que a formação ofertada pelo ICEPi é um diferencial para ampliar a atuação dos profissionais, sempre buscando resolutividade no atendimento às pessoas em situação de rua.

Alguns dos exemplos citados foram a realização de exames e procedimentos que fazem parte do escopo de atuação das equipes do projeto, como a atualização do cadastro dos usuários no Sistema Único de Saúde (SUS); a coleta de sangue; a realização de pré-natal; o acompanhamento odontológico; a vacinação; sessões de musicoterapia e arteterapia, além do tratamento de doenças como sífilis e tuberculose.

O município de Vila Velha, por exemplo, conta com duas equipes de Consultório na Rua e quase dobrou o número de atendimentos da população em situação de rua do ano passado para este ano. Passou de 253 em julho de 2022 para 423 em julho deste ano. Já o número de procedimentos saltou de 388 para 514 no mesmo período.

O coordenador da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Prainha, em Vila Velha, Richard Ferreira, avaliou que os profissionais têm uma atuação próxima aos usuários. “Esses pacientes nos relatam que se sentem acolhidos pelas equipes do Consultório”, descreveu. A UBS é a referência dentro do município para o atendimento da população em situação de rua.

Entrega dos certificados

O evento de entrega das certificações contou com a presença da gerente de Inovação do ICEPi, Isabela Oliveira; da coordenadora do Provimento, Thaís Maranhão; do coordenador do Consultório na Rua, João Ferreira; da chefe do Núcleo de Educação e Formação em Saúde (Nuefs), Carolina Perez; da gerente de Políticas e Organização de Redes de Atenção à Saúde (Geporas), da Secretaria da Saúde (Sesa), Daysi Koehler Behning; e referências técnicas municipais.

Para Daysi Koehler Behning, o trabalho desenvolvido pelo Consultório na Rua é desafiador, mas muito importante. “Como é uma atuação que envolve muitas pessoas, a intersetorialidade é fundamental para o desenvolvimento das ações”, destacou.

Nesse sentido, Isabela Oliveira, gerente de Inovação do ICEPi, frisou que a integração deve ser um dos pilares da atuação, principalmente por meio da interface com outros programas e projetos do Instituto para potencializar as atividades. “O SUS é um laboratório vivo de inovação e construir processos de cocriação e compartilhamento é um princípio da inovação. Para isso, é importante que os profissionais produzam pesquisas, informações de qualidade e que contribuam para a elaboração de políticas públicas, tendo em vista que a saúde é um direito universal”, disse.

O Aperfeiçoamento em Atenção Primária com Ênfase em Consultório na Rua do Instituto faz parte do Provimento, que integra o Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS). Os profissionais aprendem em suas atividades práticas, teóricas e teóricas-práticas modos de garantir acesso com equidade a essa população historicamente invisibilizada, além de debater temas como processos de trabalho, organizações de fluxo e gerenciamento do cuidado.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesa

Veja também

brasil-14-06-ft-Rovena-Rosa

FAB encerra neste sábado recebimento de doações ao Rio Grande do Sul

esportes-14-06-ft-go-es

Paratleta capixaba conquista prata no World Series de natação na França

geral-14-06-ft-gov-es-arvore-fotovotaica

Parque Cultural Casa do Governador recebe árvore fotovoltaica

saude-14-06-ft-gov-es

Nova linhagem do Coronavírus foi detectada no Espírito Santo

policia-14-06-moto-roubada-mf

Motocicleta é furtada em Marechal Floriano e vítima diz que vai mudar de cidade

capa-coluna-vida-saudavel-2

Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública

politica-14-06-ft-assessoria-Janete-de-Sa-Desportiva-Ferroviaria

Estádio da Desportiva Ferroviária poderá se tornar patrimônio cultural material do Estado

mundo-14-06-ft-Divulgacao-Queen-Elizabeth-Hospital-vacina-cancer

Vacinas contra o câncer estão em testes no Reino Unido