Guedes associa revisão da tarifa do Mercosul com redução no preço de alimentos

Publicado em 08/11/2021 às 13:20

Compartilhe

103876


source
Governo brasileiro defende redução da Tarifa Externa Comum
O Antagonista

Governo brasileiro defende redução da Tarifa Externa Comum

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender a redução da Tarifa Externa Comum (TEC) como uma medida que levará à modernização do Mercosul e relevante para atender necessidades internas, como a redução do custo de alimentos e outros itens essenciais no Brasil.

“A modernização do Mercosul passa também pela dimensão tarifária e nós trabalhamos isso bastante com os nossos sócios. É importante ter acesso e atenção às necessidades internas de forma a reduzir o custo de comida, de itens essenciais para a população brasileira”, declarou.

O ministro participou da abertura do seminário “Mercado Digital Regional”, promovido pelo Ministério de Relações Exteriores e Cepal nesta segunda-feira.

Na semana passada, o Brasil reduziu em 10% as alíquotas de importação de 87% do universo tarifário, com a justificativa de que essa redução é importante dada a conjuntura da pandemia da Covid-19 e que provocará um choque de oferta capaz de moderar a inflação. No entanto, especialsitas consultados pelo GLOBO avaliam que esse impacto será limitado.

Leia Também

Guedes ressaltou que a redução da alíquota – que não abrange setores sensíveis como automobilístico e têxtil – teve a concordância dos demais parceiros do bloco.

“Ainda que temporário e moderado, nós estamos indo na direção correta de modernização. Manter o Mercosul relevante para o Brasil depende justamente de sua capacidade de resposta a essas oportunidades de mercado que existem e essas necessidades de reforma”, argumentou.

A avaliação de Guedes sobre o Mercosul é de que o bloco foi visionário quando formado, mas que acabou engessando muito as relações comerciais entre os países, e que precisa passar por mudanças para promover uma integração mais ampla com a economia global, por meio de novos acordos.

Para isso, o mercado digital regional seria uma possibilidade para caminhar nessa direção.

“Temos agora uma revolução digital, uma segunda grande oportunidade de relançamento das nossas plataformas. É nesta oportunidade para modernização do Mercosul que nós temos que incluir essa pegada digital, essa nova dimensão que transforma o nosso mercado em extraordinariamente atraente e ao mesmo tempo moderno para que sigamos no projeto de integração global”, afirmou.

Veja também

© Leonardo Moreira/FEC/Direitos Reservados

Fortaleza se classifica para sua primeira Libertadores

© Marcelo Cortes/Flamengo/Direitos Reservados

Vice-campeão Flamengo empata com rebaixado Sport em Recife

© José Tramontina/athletico.com.br/Direitos Reservados

Athletico-PR derrota Cuiabá na Arena da Baixada e se afasta do Z4

107879

Comissão da Câmara faz audiência na quarta sobre piso para enfermagem

© 28/10/2021_Fernando Frazão/Agência Brasil

Covid-19: estado do Rio está com risco muito baixo pela segunda semana

© Marcello Casal jr/Agência Brasil

Covid-19: Brasil registra 22 milhões de casos e 615,4 mil óbitos

© Carol Morelli/Arquivo Pessoal

Quarteto feminino bate recorde mundial de natação master

107871

Morre Gulliver, primeiro cachorro de William Bonner e Fátima Bernardes