Governo lança Projeto ES + Competitivo e firma parceria com a Findes para prospectar investimentos

Publicado em 29/04/2023 às 10:32

Compartilhe

Governo-lanca-Projeto-ES-Competitivo-e-firma-parceria-com-a-Findes-para-prospectar-investimentos

Competitivo e com indicadores socioeconômicos atrativos, o Estado do Espírito Santo dá mais um passo importante para otimizar o seu desenvolvimento e lança o Projeto ES + Competitivo com o objetivo de incentivar, fortalecer e atuar nas relações institucionais, nacionais e internacionais na área econômica. O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Renato Casagrande, durante reunião com representantes da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes), nesta quinta-feira (25), na sede da instituição.

“A indústria é a nossa atividade mais estratégica para o desenvolvimento. Nenhum país tem soberania se não tiver uma indústria forte. A soberania de um estado passa por uma indústria forte, com bom ambiente de negócios, além de ter foco na inovação e na incorporação de tecnologia. Estamos felizes com tudo que estamos construindo. Sabemos dos desafios enormes pela frente, mas estamos na direção certa”, declarou o governador Casagrande.

Na ocasião, o vice-governador e secretário de Estado de Desenvolvimento, Ricardo Ferraço, assinou o Termo de Cooperação Técnica entre o Governo do Estado e a Findes.  O documento formaliza a parceria com a instituição para otimizar a prospecção de novos investimentos, a reindustrialização, a promoção da economia verde e outras pautas defendidas pela administração estadual.

“Na Secretaria de Desenvolvimento (Sedes), a atração de investimentos é uma das tarefas mais importantes e ela se estabelece com base numa competição que os estados fazem entre si. Quando o Estado consegue atrair para o nosso território empresas como a WEG, a Marcopolo e temos outros tantos bons exemplos, conseguimos ver o Espírito Santo se transformando não apenas no segundo produtor brasileiro de café em grão, mas também no maior polo de processamento de café do Brasil. Precisamos verticalizar nossa produção, gerar mais valor agregado. Os esforços já estão acontecendo. Este termo de cooperação não é nada mais do que organizar este esforço para que a Secretaria e a Findes possam atuar de maneira integrada”, disse Ferraço.

O acordo de cooperação prevê a consolidação de um Comitê Técnico que será formado pelo Governo do Estado e pela Findes e que terá estabelecido um plano de trabalho. “O plano vai considerar uma das maiores expectativas em relação à Findes, que é fazer com que as indústrias, que são concentradoras de atividades e que têm em sua cadeia produtiva uma enorme quantidade de fornecedores e de clientes, possam nos ajudar a trazê-las para o Estado”, explicou o vice-governador e secretário de Desenvolvimento.

Ferraço salientou ainda que o Escritório de Investimentos-ES faz parte do Projeto ES + Competitivo, que será coordenado pela Sedes. O trabalho unificado entre o Governo do Estado e a Findes vai permitir a geração e análise de informações sobre a economia e a promoção de ações com a finalidade de ampliar a competitividade das empresas do Estado, além de auxiliar na gestão de projetos.

A presidente da Findes, Cris Samorini, lembrou que o Espírito Santo já conta com um bom ambiente de negócios e, com o Projeto ES + Competitivo, isso será potencializado, contribuindo para fortalecer a economia local.

“A assinatura do termo de cooperação consolida algo que a indústria já vinha debatendo há algum tempo, que é a estruturação de uma agência de desenvolvimento e atração de negócios. Essa pauta, inclusive, consta na Agenda da Indústria Capixaba, material produzido pela Findes em 2022 e entregue às diversas lideranças políticas. Para nós, essa iniciativa vai profissionalizar a prospecção de investidores estratégicos, estimular a diversificação das atividades econômicas e impulsionar o desenvolvimento do Estado”, declarou a industrial.

Escritório de Investimentos

O Escritório de Investimento – ES integrará a estrutura da Sedes e servirá como principal local de prestação de serviços e atendimento aos representantes de sociedades empresariais e civis e de outras pessoas jurídicas no âmbito do projeto ES + Competitivo. O Escritório poderá contar com o apoio de instituições privadas, observadas as regras e os procedimentos previstos na legislação. O apoio de instituições privadas pode se dar por meio do fornecimento de material, pelo fornecimento de projetos, dentre outros.

A parceria terá como objetivo a geração e análise de informações sobre a economia, bem como a promoção de ações estratégicas para captar investimentos. “O acordo formaliza a união de esforços para atrair novos players, elaborar análises qualitativas, realizar a gestão de projetos, ampliando a prospecção de investimentos que possam promover maior equilíbrio do desenvolvimento social e econômico. Nosso intuito é criar oportunidades de emprego e renda para os capixabas”, frisou Ferraço.

Projeto ES + Competitivo

São diretrizes do Projeto ES + Competitivo a reindustrialização do Estado; a promoção da economia verde; intensificar a implementação inovadora da tecnologia da indústria 4.0; incentivar o adensamento da cadeia produtiva e promover a redução das desigualdades regionais; e apoiar o desenvolvimento de ações visando à formação e capacitação profissional para atender as demandas do setor produtivo.

O Projeto ES + Competitivo atuará em áreas como: prospecção de negócios: identificação de novas oportunidades de negócios para o Estado e oferta de serviços disponibilizados no âmbito do Projeto ES + Competitivo; relações institucionais, nacionais e internacionais.

Bolsa Técnica

Na oportunidade, também foi assinado entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) o contrato Bolsa Técnica para oferta de cursos de Eletrotécnica, Eletromecânica e Manutenção Automotiva.

Serão oferecidas 273 vagas em sete municípios. O valor total da contratação é de R$ 2,7 milhões. O Bolsa Técnica integra o Sistema Universidade do Espírito Santo – UniversidadES, que reúne e organiza políticas estaduais de educação profissional, de níveis técnico e superior, por meio da educação presencial e à distância, além da pesquisa, da extensão e da inovação.

“Os cursos e municípios serão definidos conforme os arranjos produtivos locais, as necessidades de desenvolvimento do Estado e em consonâncias com as premissas de atuação e o plano de Governo do Espírito Santo. O processo seletivo atenderá a critérios a serem definidos em edital próprio. No ato da inscrição, os candidatos deverão optar pelo município e o curso de sua preferência. Neste caso, do ato de hoje, estaremos ofertando cursos que atenderão à demanda da indústria capixaba, proporcionando mais emprego e renda aos capixabas”, comentou o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Bruno Lamas.

A presidente da Findes ressaltou que a qualificação dos trabalhadores é uma demanda permanente da indústria, que busca por profissionais cada vez mais capacitados. “A Findes, por meio do Senai, está sempre em busca de aumentar o seu diálogo junto ao setor produtivo, para entender sua demanda por trabalhadores, e ao Poder Público, para ampliar a qualificação profissional. Todos os dias, o Senai ES entrega 27 profissionais de excelência ao mercado, sendo que, apenas neste ano, serão ofertadas mais de 27 mil vagas. A educação profissionalizante estimula a produtividade das empresas e o desenvolvimento por todo o Espírito Santo, além de transformar em realidade muitos sonhos. Por isso parcerias como essa com o governo do Estado, por meio da Secti, são tão importantes”, completou Cris Samorini.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Governo

Veja também

Drymoluber-brazili_ThiagoMarcial-capa-2

Espécies raras de cobras são redescobertas no Espírito Santo depois de décadas

agro-04-03-incaper

Incaper e parceiros vão promover eventos para valorização e empoderamento da mulher rural

capa-coluna-vida-saudavel

Epidemia de obesidade afeta mais de 62,6% das mulheres no Brasil

mundo-04-03-Divulgacao-UNRWA

Israel aceita acordo de cessar-fogo por seis semanas, diz EUA

policia-04-03-Ayrton-Freire-Inter-TV-Cabugi

Fugitivos de Mossoró invadem galpão de fazenda e polícia faz cerco

dengue-ms

Espírito Santo recebe lançamento de campanha nacional contra a dengue

cafe-conefora

Café canéfora tem zoneamento de risco climático atualizado

agropecuaria

Crescimento da economia brasileira é impulsionado pela alta de 15% da agropecuária em 2023