Governo do Estado investe mais de 7 milhões em energia trifásica nas zonas rurais do Estado

Publicado em 18/01/2024 às 11:23

Compartilhe

gov-es-18-01

O interior do Espírito Santo recebeu um importante reforço em eletrificação rural, no ano de 2023, com investimentos do Governo do Estado. Ao todo, foram instalados cerca de 70 quilômetros de extensão de redes trifásicas distribuídos por nove comunidades capixabas dentro das ações do Programa Energia Mais Produtiva. O objetivo é promover a eficiência energética no meio rural, aumentando a capacidade produtiva do agronegócio capixaba, através da conversão de sistemas monofásicos para trifásico.

As obras são fruto do trabalho da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), e para a sua conclusão foram investidos mais de $ 7,1 milhões. Esse reforço na rede elétrica é destinado a localidades com produtores que atuam de forma coletiva, principalmente organizados em associações ou cooperativas. Entre os municípios contemplados estão: Águia branca, Alegre, Alfredo Chaves, Jerônimo Monteiro, Afonso Cláudio e Boa Esperança.

A tecnificação da cafeicultura, da pecuária de leite e a diversificação das atividades agrícolas proporcionada pela fruticultura e pela olericultura, além do desenvolvimento das agroindústrias, novos empreendimentos e a modernização de outras atividades no campo são fatos marcantes no Estado. Essa tecnificação exige reforço de rede elétrica nas propriedades rurais capixabas, especialmente as de base familiar, pois possibilita a ampliação de renda e dinamiza os processos produtivos.

Além disso, como explicou o secretário de Estado da Agricultura, Enio Bergoli, a prioridade é dar atenção aos agricultores de base familiar. “Com a rede trifásica, os trabalhadores das lavouras e das agroindústrias poderão utilizar diversos equipamentos – como secadores, despolpadores e refrigeradores – para impulsionar a produtividade e também melhorar a qualidade dos produtos agrícolas capixabas”, afirma Bergoli.

O empreendedor de uma das regiões beneficiadas com a instalação da energia trifásica, Ângelo Rigo, proprietário da Cervejaria Altezza, em Venda Nova do Imigrante, comentou que a energia rural que existia já não atendia à demanda dos moradores e empreendedores da região. “A chegada da energia trifásica trouxe tranquilidade para nossa comunidade e em especial para nós, oportunizando a continuidade do nosso negócio. A energia rural não atendia mais a nossa demanda devido à variação normal desse tipo de rede. Tivemos muitos prejuízos com a queima de equipamento e hoje agradeço aos esforços do Governo do Estado por mais esse equipamento que veio para viabilizar a criação da nossa Rota dos Lagos. Muito obrigada a todos”, ressaltou Ângelo.

Energia Mais Produtiva

O projeto Energia Mais Produtiva desenvolvido pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), tem o propósito de melhorar a oferta de energia elétrica (especificamente energia trifásica) para fins de produção agrícola e agregação de valor aos produtos agropecuários das comunidades rurais capixabas. O objetivo geral do projeto é promover eficiência energética no meio rural, capaz de aumentar a capacidade produtiva do agronegócio capixaba, por meio da conversão de sistemas monofásicos para trifásico, substituição de centros de transformações de baixa para alta tensão e reforço nas linhas tronco.

Fonte/ Foto: Governo ES

Veja também

cultura-18-04-ft-div-gov-es

Festival Santa Teresa Gourmet completa dez anos conectando público com gastronomia, música e cultura

geral-18-04-ft-negocio-rural

Fim de semana gelado em Vitória e mais 7 capitais brasileiras

brasil-18-04-ft-flipar

Mulher que levou idoso morto a banco passa por audiência de custódia

geral-18-04-freepik-dinheiro

Senado aprova isenção de IR para quem ganha até dois salários mínimos

turismo-18-04-ft-div-setur

Rota dos Sabores mostra a diversidade gastronômica do Espírito Santo

arte-e-cronica

Crônica: Quais suas prioridades?

policia-17-04-ft-policia-amb

Polícia Ambiental flagra atividades de terraplanagem sem licença ambiental na Região Serrana

brasil-17-04-ft-div-portal-ig

Ministério Publico apura se o PCC está infiltrado na saúde pública de São Paulo