Governo do Espírito Santo lança Programa Estadual de Bem-Estar Animal

Publicado em 07/08/2023 às 09:39

Compartilhe

saude-animal

Foto: Hélio Filho

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) lançou, neste domingo (06), o Programa Estadual de Bem-Estar Animal, o “Pet Vida”. A solenidade foi realizada no Espaço Cultural Casa do Governador, em Vila Velha, com a oferta de serviços de vacinação e adoção de cães e gatos. O evento teve a presença do governador Renato Casagrande, além de outras autoridades e tutores de animais.

A iniciativa é considerada uma das mais inovadoras do País, sendo a primeira a utilizar a modalidade “fundo a fundo”, em que o Governo do Estado repassa os recursos diretamente para a conta dos municípios. O Pet Vida atua em seis eixos centrais: descentralização, educação, saúde animal, atendimento prioritário, controle populacional e cadastro. Neste primeiro momento, o programa é exclusivo para cães e gatos.

“O Pet Vida é um programa de bem-estar animal. É inovador, pois essa é uma tarefa executada pelos Municípios, mas que o Estado vai entrar para fortalecer esse trabalho, assim como fazemos em outras áreas. O Governo vai investir um total de R$ 5 milhões em repasses para os municípios que fizerem a adesão ao programa. Assim, as prefeituras vão conseguir fazer um melhor controle da população animal e assegurar o bem-estar dos bichinhos”, disse o governador Casagrande.

Participaram do lançamento, a primeira-dama do Estado, Maria Virgínia Casagrande; o secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Felipe Rigoni; a deputada estadual Janete de Sá, que preside a CPI dos Maus-Tratos contra os Animais na Assembleia Legislativa; e o presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), o prefeito de Ibatiba, Luciano Pingo.

Sobre o programa

Com a iniciativa, o Espírito Santo reforça o compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma coleção de 17 metas globais estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas com a participação de 193 estados membros, incluindo o Brasil.

As políticas voltadas para o bem-estar animal podem contribuir diretamente ou indiretamente para nove desses 17 objetivos. Essa contribuição ocorre através do atendimento das necessidades básicas dos animais, como nutrição, saúde e comportamento, e pela redução dos impactos ambientais e socioeconômicos, todos contemplados pelo Pet Vida.

“O Espírito Santo está sendo pioneiro na realização de um projeto onde os recursos vão direto para conta dos municípios. Esse é sem dúvidas um dos projetos mais robustos do País. Cuidar dos animais é de extrema importância e essa era uma demanda da nossa população. Mais uma vez sob a liderança do nosso governador, o Espírito Santo surge como protagonista no País”, comentou o secretário Felipe Rigoni.

Eixos centrais do Pet Vida:

Descentralização: neste eixo, ocorrem os repasses de verbas fundo a fundo para o município para contratação de médicos veterinários, clínicas, hospitais veterinários e unidades móveis de castração. Assim, o Estado garante que todas as cidades capixabas sejam atendidas com o programa.

Educação: serão ofertados manuais de boas práticas que tratam sobre guarda responsável, saúde animal e educação ambiental.

Saúde animal: o programa vai atender um anseio antigo da causa animal, com a aplicação de vacinas V4 e V8, atendimentos básicos de urgência e emergência, vermifugação e testagens rápidas.

Atendimento prioritário: inicialmente, o Pet Vida terá como público alvo prioritário os animais errantes, animais de tutores em vulnerabilidade socioeconômica ou inscritos no CadÚnico, animais no entorno de áreas de proteção ambiental e em territórios indígenas.

Controle populacional: dos recursos, 50% do valor será voltado para esterilização, onde 70% será destinado para fêmeas.

Cadastro: em uma ação inovadora, o Estado vai ofertar a microchipagem de animais, por meio da tecnologia NFC, onde será possível cadastrar todas as informações do animal e tê-las de maneira fácil na palma da mão. Além disso, protetores que vão fazer o acolhimento dos animais devem se cadastrar previamente e receberão remédios, roupa cirúrgica, ração e uma taxa solidária.

Fonte: Governo ES

Veja também

agro-28-05-ft-incaper-divulgacao-morango

Domingos Martins recebe capacitação sobre cultivo semi-hidropônico de morango

agro-28-05-ft-divulgacao-seag

Governador abre a colheita do café arábica em Marechal Floriano

WhatsApp-Image-2024-01-24-at-13.56.47-3

A comemoração dos 489 anos de Vila Velha teve show de inclusão e do Alemão do Forró

turismo-28-05-ft-divulgacao-setur

Projeto transforma Estrada de Ferro Leopoldina em polo turístico no Espírito Santo

mundo-27-05-ft-FRT-papa-guine

Mais de 2.000 foram soterrados em deslizamento em Papua-Nova Guiné

mat-paga-mundo-27-05

Dicas Infalíveis para Encontrar o Melhor Site de Poker: Uma Análise Profunda

politica-27-05-ft-Tania-Rego

Senado retoma debate de PEC que pode privatizar praias

brasil-27-05-ft-Rafa-Neddermeyer-alunos-enem

Inscrições para o Enem 2024 começam hoje