EUA, Egito, Catar e Israel iniciam negociações por trégua em Gaza

Publicado em 29/01/2024 às 12:14

Compartilhe

mundo-29-01-Reproducao-Flipar

O diretor da CIA, William Burns, e autoridades do Egito, Catar e Israel se reuniram em Paris neste domingo para discutir um possível acordo de trégua na guerra de Gaza. Segundo fontes próximas aos participantes, as negociações lideradas pelos EUA estão próximas de um desfecho positivo para a libertação de mais de 100 reféns mantidos pelo Hamas e a suspensão da guerra em Gaza por cerca de dois meses.

Egito, Catar, Estados Unidos e Israel também contataram as autoridades francesas para avançar em direção a um acordo. Escolas mantidas pela UNRWA enfrentam riscos de bombardeios, escassez de água e comida. Segundo o The New York Times, ainda há divergências importantes a serem resolvidas, mas os negociadores estão otimistas de que um acordo final está próximo. O presidente Biden conversou por telefone com os líderes do Egito e do Catar na sexta-feira para contornar as divergências.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu reafirmou seu compromisso em garantir a libertação dos reféns. Os reféns estão em cativeiro desde 7 de outubro, quando homens armados do Hamas invadiram Israel e mataram cerca de 1.200 pessoas e capturaram outras 240. O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu aos Estados Unidos e outros grandes doadores que continuem a financiar a agência da ONU que ajuda os palestinos.

Pelo menos oito países disseram que suspenderiam parte do financiamento da UNRWA após acusações contra funcionários. Guterres disse que nove dos 12 funcionários acusados foram demitidos. O chefe da agência de ajuda humanitária do Conselho Norueguês para os Refugiados pediu aos doadores que não punam as populações desesperadas pelos pecados de alguns trabalhadores humanitários individuais. O embaixador de Israel na ONU pediu a suspensão do apoio à UNRWA enquanto aguarda uma investigação abrangente.

Os EUA disseram que iriam reter o financiamento para a UNRWA, e outros países seguiram o exemplo. O Programa Alimentar Mundial afirma que quase 600 mil residentes palestinos enfrentam fome catastrófica e inanição em Gaza.

Fonte: Portal IG/ Foto: Reprodução/ Flipar

Veja também

agro-22-04-freepik-cafe

Prêmio CNA Brasil Artesanal abre inscrições para concurso de cafés especiais torrados

mundo-22-04-vt-Reproducao-AFP

Coreia do Norte dispara mísseis balísticos de curto alcance

mat-paga-22-04-mundo1

Bingo Don Bingote: Revivendo um Clássico com um Toque Moderno

WhatsApp-Image-2024-01-24-at-13.56.47-3

A Inclusão das Pessoas com Deficiência Visual

geral-22-04-ft-divulgacao

Donos de veículos afetados pelas chuvas em Apiacá e Mimoso do Sul não precisarão pagar IPVA e Licenciamento Anual 2024

agro-22-04-ft-favesu

Venda Nova se prepara para a 7ª edição da maior feira de avicultura e suinocultura capixaba FAVESU

brasil-22-04-fi-reprocucao-x

Supremo nega suspensão de multa do TSE a Bolsonaro

mat-paga-22-04-brasil-3

Os melhores serviços para impulsionar o Instagram: minha experiência pessoal