Estado vai punir policiais militares que não estão trabalhando

Publicado em 10/02/2017 às 19:35

Compartilhe

Na manhã desta sexta-feira (10), o Governo do Estado junto com o comando da Polícia Militar (PM) anunciou que irá punir 703 policiais que descumpriram a ordem do comando da PM e não estão indo às ruas fazer o policiamento.

O secretário de Segurança do Estado, André Garcia, informou qual será o procedimento com os policiais militares que forem punidos. “Esses militares irão responder pelos crimes de motim, revolta armada e podem ser expulsos da corporação. Além disso, terão o ponto cortado, a partir deste sábado (11), e não receberão pagamento de escala especial”, ressalta o secretário.

Desde o último sábado (04), policiais militares de vários municípios do Estado estão aquartelados nos Batalhões das cidades, enquanto que, do lado de fora, suas esposas e parentes realizam manifestações fixas, pedindo aumentos dos salários e da segurança dos PMs, além de um diálogo direto com o governador Paulo Hartung.

Na região serrana, desde o último sábado (04), esposas e familiares de policiais da 6ª Cia Independente da Polícia Militar de Domingos Martins e Marechal Floriano aderiram à manifestação.

Em Domingos Martins, os PMs continuam sem ir às ruas, enquanto que em Marechal Floriano as equipes trabalham normalmente. Na tarde de hoje, duas viaturas que atuam em Marechal Floriano circularam por Campinho, sede de Domingos Martins, e moradores compartilharam na internet a informação de que o policiamento havia voltado na cidade, o que não é verdade.

Com a saída dos PMs das ruas, as pessoas que moram no municípios da Grande Vitória estão sem sair de casa desde segunda-feira (06). Comerciantes têm mantido as portas fechadas com medo de roubos e assaltos e o transporte coletivo também não está funcionando desde a última segunda-feira.

O índice de assaltos e arrastões nos municípios do Estado também cresceu consideravelmente nos últimos dias, além do número homicídios, que já passou de 120, em menos de uma semana.

Para conter o crescimento dos crimes, o Estado solicitou ao Governo Federal o envio de tropas da Força da Nacional, da Aeronáutica, da Marinha e do Exército para aturem na segurança, inicialmente, para a região metropolitana do Estado, até que o impasse com os policiais militares se resolva.

 

Veja também

policia-19-07-ft-gov-es-procon-es

Procon-ES apreende mais de 100 quilos de produtos vencidos em supermercados na região do Caparaó

saude-19-07-ft-gov-es

CRE Metropolitano atende mais de 3,9 mil usuários dentro do Programa de Órtese Oftalmológica em três meses

esportes-19-07-ft-divulgacao-paratleta-capixaba

Espírito Santo conquista 25 medalhas no Circuito Loterias Caixa de Natação Paralímpica

mat-paga-esporte-19-07-ft-freepik-torcida-argentina

Após título da Argentina, como está o ranking de conquistas da Copa América?

mundo-19-07-ft-BRETT-PHIBBS-aviao

Um ‘apagão cibernético’ afetou voos, bancos e instituições no mundo hoje

brasil-19-07-ft-reproducao-Ex-diretor-Petrobras-Renato-Duque

Ex-diretor da Petrobras Renato Duque é condenado a 98 anos de prisão

Lidiney e Junior

Lidiney Gobbi confirma Junior Lovatti como pré-candidato a vice-prefeito em Marechal Floriano

mundo-18-07-ft-Reproducao-Flickr-Lisa-Kristin-golfinho

Golfinhos-nariz-de-garrafa são os únicos mamíferos do mundo com ‘sexto sentido’