Espírito Santo dispõe de novas regras para facilitar registro de terras devolutas

Publicado em 19/12/2023 às 11:43

Compartilhe

idaf-19-12-devoluto

A Corregedoria Geral de Justiça do Espírito Santo publicou, no início de dezembro, o Provimento nº 21/2023, que dispõe sobre os registros dos títulos de legitimação de terras devolutas. O documento estabelece novas regras para padronizar o registro de títulos nos cartórios de 1º ofício dos municípios e representa a etapa jurídica final do projeto do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) para entregar o título já registrado ao cidadão.

De acordo com o diretor técnico do Idaf, Eduardo Chagas, hoje o beneficiário encontra dificuldades na hora de realizar o registro no cartório, como o cumprimento das exigências e custos para a execução para acessar o serviço .

Chagas explica que ficarão isentos de pagar os custos para o registro,  os casos de legitimação de terra devoluta urbana destinada a atender famílias com renda mensal de até três salários mínimos, e na legitimação de terra devoluta rural para beneficiários da agricultura familiar conforme previsto na lei estadual de terras devolutas.

“Enviamos uma proposta para a Corregedoria que foi aceita e adaptada para provimento, que representa um novo marco no serviço de regularização fundiária do Estado. Ao entregarmos o título já registrado, garantimos dignidade ao cidadão, que passará a ser dono de fato da sua terra”, pontua o diretor.

Para o gerente de Terras e Cartografia do Idaf, Vailson Schineider, esse passo é mais uma conquista importante da instituição na esteira do seu processo de modernização, como o requerimento digital instalado recentemente. “Qualquer cidadão posseiro de terra devoluta rural ou urbana poderá protocolar o seu pedido diretamente no site do Idaf, sem a necessidade de ir a um escritório ou levar documentos em papel. O Registro da terra traz uma série de benefícios para o proprietário, como a possibilidade de acessar financiamentos bancários, serviços de energia elétrica, prova para a aposentadoria rural e segurança jurídica da propriedade”, disse.

Título de legitimação de terras devolutas

O título de legitimação emitido pelo Idaf é equivalente à uma escritura pública, é o documento capaz de transformar a posse em propriedade da terra, dando ao beneficiado todos os direitos reais sobre o imóvel.

Fonte/ Foto: Idaf

Veja também

politica-17-04-ft-Lula-Marques-Agencia-Brasil

Senado aprova PEC das drogas e texto vai para Câmara dos Deputados

cultura-17-04-gov-es

Festa da resistência dos povos indígenas tem início nesta sexta-feira em Aracruz

geral-17-04-ft-div-gov-es

Bandes promove leilão do Fundap nesta quarta-feira (17) em Vitória

saude-16-04-ft-div-gov-es

Ciatox realiza mais de 10 mil atendimentos em um ano no Espírito Santo

geral-16-04-ft-gv-es

Escola de Cachoeiro de Itapemirim inicia projetos com robótica educacional

brasil-16-04-freepik

Professores universitários estão mobilizados no Rio para definir greve

geral-16-04-pmmf

Pavimentação de estradas avança em Marechal Floriano

geral-16-04-freepik-2

Começou o prazo para solicitar isenção da taxa de inscrição do Enem