Entrada de capital privado e regulamentação das apostas podem mudar a realidade do futebol no Brasil, inclusive do capixaba

Publicado em 13/06/2023 às 14:05

Compartilhe

esporte-pago

As Sociedades Anônimas de Futebol, popularmente conhecidas como SAFs, estão mudando e vão mudar ainda mais a realidade econômica de clubes do futebol brasileiro. Esta realidade está, inclusive, se aproximando do Espírito Santo.

Um grupo de investidores do estado colocará R$30 milhões na SAF do Coritiba, um dos clubes mais tradicionais do Paraná. Os recursos já foram captados pelas gestoras capixabas Nazca e Valor Investimentos, ambas parceiras da Treecorp na operação.

Além disso, os dois clubes mais populares do estado, Rio Branco e Desportiva, estäo no caminho para entrarem nesta nova fase. No caso do Capa-Preta, já há um grupo de investidores capixabas disposto a investir R$50 milhões no clube.

O que os investidores enxergam nos clubes brasileiros?

Uma das grandes vantagens do futebol é a fidelidade dos torcedores com o horário das partidas. Quando a bola começa a rolar, a atenção é total. Em um mundo cada vez mais disperso, o valor deste comprometimento é enorme. Com a formação da liga do futebol brasileiro, que está sendo discutida entre os clubes, o novo contrato de transmissão deve programar jogos diários para TV e streaming, ampliando a janela de atenção dos torcedores. Além disso, só no ato da assinatura, os clubes da Série A receberão algo próximo de R$200 milhões.

Outro atrativo é a venda de jogadores, que pode gerar maiores lucros caso não seja realizada precocemente. Isto acontece devido à necessidade financeira dos clubes, que precisam vender seus talentos muito cedo, antes deles atingirem a maturidade futebolística e o maior valor de mercado. Mesmo sendo o maior exportador mundial de jogadores de futebol, o Brasil é apenas o oitavo em receita obtida com esta atividade.

A popularização das apostas também está no radar dos investidores. A legalização da atividade e o interesse dos sites de apostas esportivas no Brasil criará uma receita bilionária aos clubes, que simplesmente não existia. 

Outra questão que é observada, no caso dos grandes do futebol nacional, são os programas de fidelização. Afinal, muitos clubes são centenários e possuem milhões de torcedores apaixonados.

Atualmente, vários clubes estão endividados e passando dificuldades financeiras, o que diminui seus valores de mercado. Com a possibilidade de conseguir lucros no futuro, investidores estão animados e cheios de expectativas com o mercado brasileiro de futebol.

Veja também

policia-29-02-IG-Reproducao-Instagram

Suspeito de desmanchar carro usado no Caso Marielle é preso pela Polícia Federal

saude-29-02-freepik-mulher-gripe

Saiba a diferença entre os sintomas da dengue e da Covid-19

policia-29-02-Marcelo-Camargo-Agencia-Brasil

Polícia Federal prende mais três suspeitos em nova fase da operação Lesa Pátria

policia-29-02-pm-capa

Polícia Militar prende suspeitos de tráfico de drogas e encontra um pé de maconha em Domingos Martins

geral-28-02-alfredo-chaves-estradas

Estradas precárias em Alfredo Chaves dificultam acesso de moradores a serviços básicos

saude-28-02-PMMF-vacinacao

Marechal Floriano inicia vacinação contra a dengue para crianças de 10 e 11 anos

brasil-28-02-ag-brasil-Juca-Varella

Ministério da Educação divulgou a segunda chamada do Prouni

turismo-28-02-PMDM-pascoa

Coelhinho chega neste final de semana para inaugurar a Festa da Páscoa em Domingos Martins