Eleições na Venezuela: Diosdado Cabello ameaça prender opositores que venceram

Publicado em 25/11/2021 às 16:51

Compartilhe

106734


source
Diosdado Cabello ameaça prender opositores que venceram eleições na Venezuela
O Antagonista

Diosdado Cabello ameaça prender opositores que venceram eleições na Venezuela

O venezuelano Diosdado Cabello (foto), número dois do chavismo e acusado de narcotráfico pelos Estados Unidos, afirmou em seu programa Batendo com um Pau (Con el mazo dando, em espanhol) que candidatos opositores que venceram eleições em prefeituras no último domingo, 21, poderão ser presos.

Cabello disse que os opositores estão envolvidos em atos de vandalismo. “ Observei aqui que algumas pessoas dessa turma da oposição que ganharam eleições em alguns municípios andam queimando as coisas “, disse Cabello. “ Espero que seja levantada toda informação e que os organismos do estado denunciem o que precisam denunciar. Se é prefeito, vai ser preso por destruir os bens do estado .”

Leia Também

O chavista disse que os opositores, que participaram nas últimas eleições após um boicote de três anos, são fascistas. “ Essa gente está acostumada a fazer isso porque são do fascismo, mas não estamos na mesma situação que em 2015. Para nós agorinha não importa muitas coisas do que vocês façam ou pensam “, disse Cabello. “ Depois não digam que eu não avisei .”

Drop here!
Fonte: IG Mundo

Veja também

© Thais Magalhães/CBF/Direitos Reservados

Seleção feminina encerra temporada com título do Torneio de Manaus

© Samara Miranda/Remo/Direitos Reservados

Copa Verde: Paysandu e Remo empatam em clássico de tempos distintos

© Reuters/Carlos Osorio/Direitos Reservados

Pfizer: 1 milhão de doses chegam ao Brasil hoje

107575

Mega-Sena sorteia R$ 11 milhões nesta quarta; confira as dezenas

107573

EUA têm 10 milhões de vagas, mas não despertam interesse; entenda o porquê

© Edilson Rodrigues/Agência Senado

Plenário do Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF

© ONU/Unaids/Divulgação

Atos no Rio marcam Dia Mundial de Luta contra a Aids

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Anvisa defende transparência e cooperação entre agências reguladoras