Eleições: Mesários começam treinamento nesta semana

Publicado em 02/09/2020 às 12:16

Compartilhe

O treinamento para os mesários que vão atuar nas Eleições Municipais, em novembro, será realizado preferencialmente pela modalidade a distância (Ead). A medida se faz necessária para evitar aglomerações e, consequentemente, exposição ao novo coronavírus.

A capacitação terá início a partir desta semana, no Portal de Educação a Distância do TSE. Os participantes também podem se preparar pelo aplicativo da Justiça Eleitoral, que poderá ser baixado a partir do dia 31 de agosto nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

Para participar do curso, é necessário que a pessoa tenha sido convocada previamente pelo cartório eleitoral e ter recebido carta de convocação com as instruções para se inscrever no treinamento. 

Por motivos relacionados à impossibilidade de acesso às plataformas digitais, problemas de conexão com a internet e outras restrições, alguns mesários poderão, excepcionalmente, receber treinamento presencial, observados todos os protocolos de segurança sanitária.

A conclusão do treinamento para o mesário que trabalhou nas eleições equivale a um dia de convocação, ou seja, dois dias de folga, nos termos do artigo 98 da Lei das Eleições e do parágrafo único do artigo 22 da Resolução-TSE 23.611/2019.

Veja também

96658

Vale vai pagar R$ 40,2 bilhões em dividendos

© Reuters/Ricardo Moraes/Direitos Reservados

Prefeitura do Rio libera público nos estádios com metade da ocupação

© Pacific Press/via REUTERS/Direitos Reservados

Duas cidades mineiras passam a fazer parte de ensaios com a ButanVac

© Reuters/Eric Seals/Direitos reservados

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

96650

46 milhões de lares não têm renda do trabalho no Brasil, diz Ipea

96648

Pix: Itaú, Bradesco e BB cobram até R$ 150 de clientes PJ; veja tarifas

WhatsApp-Image-2021-09-17-at-15.26.05

Médico Dr. Manoel Barcelos é sepultado hoje e filha faz depoimento emocionado

96640

Mulher encontra dedo humano dentro de lanche na Bolívia: “mastiguei”