Domingos Martins recebe diagnóstico para criação do Plano de Saneamento

Publicado em 26/04/2017 às 01:17

Compartilhe

O sistema de saneamento de Domingos Martins terá novidades a partir dos próximos meses. A cidade agora conta uma “radiografia” elaborada pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), com dados da cobertura de rede de esgoto, drenagem, coleta e a destinação dos resíduos sólidos. Esses dados serão utilizados para criação de um Plano Municipal de Saneamento.

Na manhã desta terça-feira (25), o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Rodney Miranda, entregou ao prefeito Wanzete Kruger um material apresentando a situação atual do saneamento do município. Também estiveram presentes na reunião o vice-prefeito Romeu Stein e o vereador Heloísio Rodrigues Alves.

O secretário explicou como funcionará todo o processo e quais serão os próximos passos. “Entregamos hoje o diagnóstico que foi elaborado pela Ufes, em conjunto com a Sedurb, a prefeitura e representantes da sociedade civil para que possa se validar esse material. O próximo passo será a elaboração das proposições, que indicarão as medidas que poderão ser adotadas no âmbito municipal, relativas a quatro eixos – água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos (lixo) e, em seguida a elaboração do Plano Municipal e de uma minuta de Lei, que depois de discutida com a comunidade deverá ser votada e aprovada pelo legislativo dos municípios”, contou Rodney.    

Além de Domingos Martins, outras 10 cidades que também possuem um Plano Municipal de Saneamento – Alegre, Castelo, Conceição da Barra, Iúna, Jaguaré, Marataízes, Muniz Freire, Pinheiros, Sooretama e Nova Venécia, receberão um diagnóstico elaborado pela Ufes.

Rodney também comentou sobre a inclusão de novas cidades já que o projeto tem como objetivos atender a todos os municípios do Estado. “Temos mais 30 municípios que estão em outro processo feito pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) que também vão ser entregues. Todos os municípios devem ter esse plano para que não fiquem, por exemplo, sem pleitear financiamentos dos governos Estadual e Federal”, lembrou o secretário.

Já em relação ao recurso para esse projeto, o secretário ressaltou que isso será discutido posteriormente. “O recurso vai ser discutido em um segundo momento, primeiro nos vamos aprovar a lei que terá um cronograma onde iremos trabalhar a melhor forma de implementar, com o objetivo de universalizar o serviço de captação, coleta e de tratamento de esgoto de todos os municípios”, lembrou Rodney.

Veja também

saude-15-07-ft-div-SESA-cirurgia

Espírito Santo soma mais de 70 mil cirurgias eletivas realizadas neste ano

geral-16-02-policlinica-pmmf

Vagas de emprego com salários de quase R$ 2 mil em Marechal Floriano

cultura-15-07-ft-divulgacao-candidatas-festa-morango

Seis jovens concorrem ao título de rainha da Festa do Morango

geral-15-07-ft-gov-es-confecao-roupas-unidade-prisional

Unidade prisional confecciona conjuntos em TNT para pacientes em situação de rua

brasil-15-07-ft-Reproducao-Redes-Sociais-PMERJ-eperacao-policial-Rio

Rio tem megaoperação policial em dez favelas na manhã desta segunda

mundo-15-07-ft-Rebecca-DROKE-ataque-Trump

Trump dá primeira entrevista após levar tiro: ‘Deveria estar morto’

geral-15-07-ft-Renan-Louzada-incendio-pedra-azul

Incêndio em Pedra Azul é combatido por equipes dos bombeiros

centro-cirurgico

Centro Cirúrgico 2.0: projeto para otimizar processos e garantir agilidade a quem precisa de cirurgia pelo SUS capixaba