Depoimento de Guedes sobre offshores deve acontecer nesta semana

Publicado em 08/11/2021 às 16:21

Compartilhe

103932


source
Paulo Guedes, ministro da Economia
Washington Costa/ASCOM ME

Paulo Guedes, ministro da Economia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve prestar esclarecimentos à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados sobre sua empresa offshore em paraíso fiscal na próxima quarta-feira (10), segundo informação da colunista Carla Araújo. O deputado Aureo Ribeiro teria confirmado a presença do ministro à jornalista. 

A sessão está marcada para as 10 horas e reunirá duas comissões, a de Fiscalização e a de Administração e Serviço Público, que também havia solicitado a presença de Guedes. 

“Acho que o ministro vai ter oportunidade de esclarecer os fatos. O grande problema do Brasil hoje são essas grandes confusões na economia, que trazem fragilidade”, disse ele à coluna. 

Plenário

A ida de Paulo Guedes ao plenário da Casa depende do presidente da Câmara, Arthur Lira, que ainda não sinalizou quando pautará a convocação. 

O requerimento de presença no plenário foi aprovado por 310 votos favoráveis contra 142, no dia 6 de outubro.

Relembre o caso

Veja também

geral-24-06-ft-Divulgacao-Ibama

Servidores federais ambientais iniciam greve

cultura-24-06-ft-Cicecro-italemanha

Preparativos para a Italemanha em ritmo acelerado em Marechal Floriano

geral-24-06-ft-div-gov-es

Recurso emergencial chega a empresas afetadas pelas chuvas no Espírito Santo

brasil-24-06-ft-Reproducao-Twitter-enchente-RS

Nível do Guaíba sobe 23 cm e prefeitura emite alerta para inundações no RS

saude-24-06-ft-freepik-vacina

Saúde reforça importância da vacinação contra sarampo àqueles que vão à Olimpíada de Paris

turismo-24-06-ft-divulgacao-Rota-dos-Queijos

Rota dos Queijos em João Neiva: uma jornada de sabor e tradição

politica-24-06-STF-porte-maconha

STF retoma julgamento sobre porte de maconha para consumo

mundo-24-06-ft-reproducao-portal-ig

Médico brasileiro sobrevive à acidente que vitimou 9 pessoas na Namíbia, incluindo sua esposa