Decretada quarentena de 14 dias a partir de quinta-feira (18) em todo o Espírito Santo

Publicado em 16/03/2021 às 18:40

Compartilhe

Apontada como única forma de tentar frear o aumento dos casos de Covid-19, o governo do Espírito Santo, após conversas com lideranças de diversos setores públicos e privados, anunciou medidas restritivas para tentar conter o avanço da doença. De acordo com dados atualizados às 11h50 de hoje (16), no Painel Covid-19, do governo estadual, 91,05% dos leitos de UTI disponíveis para pacientes com a doença, já estavam ocupados.

Diante desse cenário de crescimento dos casos, foi anunciada uma quarentena de 14 dias, a partir da próxima quinta-feira (18), para todo o Espírito Santo. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande, por meio de uma coletiva de imprensa transmitida de forma on-line por meio de redes sociais, na tarde de hoje.

O “Pacto pela Vida”, como foi intitulado pelo governador, foi projetado pelo governo estadual, juntamente com a Assembléia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça e Defensoria Pública.

“Esse é o pior momento da pandemia, desde o início, dado ao aumento do número de casos no Brasil. No Espírito Santo conseguimos segurar um pouco mais, mas há um aumento do número de internações e de contágio. A demora na chegada das vacinas é um dos fatores que fez com que chegamos a esse ponto, junto com a falta de uma coordenação nacional no combate à pandemia; das novas variantes da doença, mais agressivas; e com o negacionismo, já que muitas pessoas negam a gravidade da doença, fez com que chegamos a esse ponto”, afirmou o governador.

De acordo com o governador, o Espírito Santo foi o Estado que mais abriu leitos de UTI, proporcional ao número de habitantes, em todo o Brasil, desde o início da pandemia. “Infelizmente chegamos hoje a 91% de ocupação dos leitos de UTI. Essa é a primeira vez que passamos de 90% e atingimos o risco extremo”, disse Casagrande.

O governador ainda enfatizou que há falta de profissionais para atuar nas UTIs. “Queremos atender a todos os capixabas com dignidade. Leitos não salvam vidas, mas dá dignidade ao atendimento. É uma decisão difícil, mas temos que ter medidas mais restritivas e necessárias”, afirmou.

RESTRIÇÕES – O governador Renato Casagrande destacou que não se trata de um lockdown, pois não haverá restrição de mobilidade das pessoas. “Precisamos contar com o apoio de todos os capixabas para podermos conter o avanço da doença”, alertou.

O coronel Cerqueira, do Corpo de Bombeiros, explicou como vai funcionar a quarentena de 14 dias, que começa na próxima quinta-feira (18) e vai até o dia 31 de março. O coronel explicou que as medidas estão sendo tomadas após o Estado atingir o nível e risco extremo.

Durante os 14 dias da quarentena, haverá suspensão de classificação de riscos de cada município, pois todos os 78 municípios terão as mesmas medidas restritivas. Outras informações e todas as regras restritivas serão publicadas ainda hoje, após o termino da coletiva de imprensa.

 

Veja também

96793

Azul tem inscrições abertas para nova edição de seu programa de trainee

96791

Auxílio emergencial volta a ser pago na terça; veja o calendário da 6ª parcela

96789

Enforcador pode fazer mal aos cães? Adestrador explica o uso do equipamento

banestes-auxilio

Operações de crédito emergencial atingem mais de R$ 720 milhões liberados pelo Banestes

96787

Mega-Sena: duas apostas dividem prêmio de R$ 23,5 milhões

96785

Cachorros de Cingapura se tornam influencers no Instagram

© Myke Sena/MS

Covid-19: Brasil tem 21,2 milhões de casos e 590,5 mil mortes

© Luiz Erbes/S.E.R. Caxias/Direitos Reservados

Caxias elimina Portuguesa nos pênaltis e está nas oitavas da Série D