Confira as últimas ações do Ministério da Saúde no combate à dengue

Publicado em 11/02/2024 às 06:27

Compartilhe

Confira-as-ultimas-acoes-do-Ministerio-da-Saude-no-combate-a-dengue

Nesta semana, o Ministério da Saúde coordenou uma série de ações com foco no combate à dengue. Em agenda intensa, a ministra Nísia Trindade acompanhou a abertura da vacinação no Distrito Federal, cuja distribuição foi iniciada nesta quinta-feira (8) para os municípios prioritários. Ela também esteve presente durante inauguração do Centro de Operações de Emergência contra dengue e de novos polos de atendimento para a doença no Rio de Janeiro.

Como parte da estratégia para ampliar a produção de vacinas, foram realizados encontros com o Instituto Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Sem deixar de lado a transparência e o cuidado com população, um pronunciamento oficial foi exibido na rede nacional de rádio e TV. Com esse objetivo, a pasta também iniciou uma campanha digital com artistas e influencers, ressaltando que dez minutos já fazem toda a diferença na eliminação de focos do mosquito.

A ministra também esteve presente na reunião com o Fórum dos Governadores, da qual participaram 16 estados e o Distrito Federal, e com representantes entidades do setor privado de Saúde. Além de alinhar as estratégias de combate às arboviroses e de cuidado com as pessoas doentes, os encontros valorizam o diálogo com todos os setores da sociedade para este momento crucial do enfrentamento à dengue.

Instalação do Centro de Operações de Emergência

No Sábado (3), o Ministério da Saúde deu início as atividades do Centro de Operações de Emergência (COE) contra dengue e outras arboviroses. Durante as instalações, a ministra Nísia Trindade destacou que o objetivo da iniciativa é permitir maior agilidade no monitoramento e na análise do cenário da dengue para conter o avanço da doença no país.

“Aqui é um lugar para monitoramento do cenário epidemiológico nacional, produção de informes diários sobre a situação de dengue, orientações aos estados e municípios e, também, tomada de decisões”, reiterou. Coordenada com estados e municípios, essa estrutura organizacional tem participação das secretarias da pasta e representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Fiocruz, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias municipais de Saúde (Conasems).

Encontro com Instituto Butantan e Fiocruz para discussão sobre ampliação da vacina

Ainda no sábado, a ministra se reuniu com Esper Kallás, diretor do Instituto Butantan, e Mario Moreira, presidente da Fiocruz. A reunião faz parte de uma estratégia de união e coordenação de esforços para viabilizar uma maior oferta de vacinas contra a dengue para o país.

O tema também foi discutido na segunda-feira (5), em agenda de Trindade com o presidente Luís Inácio Lula da Silva, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, e o diretor da Opas, Jarbas Barbosa. Em conversa sobre uma possível parceria na produção da vacina contra a dengue, o diretor da OMS afirmou considerar o Brasil como um provável fornecedor do imunizante.

Inauguração de novo polo de atendimento para pacientes com dengue no Rio de Janeiro

Também na segunda (5), a ministra participou da inauguração do primeiro polo de atendimento para pacientes com dengue no Rio de Janeiro. A unidade fica no Hospital Raphael de Paula Souza, em Curicica, na Zona Oeste do Rio. Durante o ato de abertura, Trindade reforçou que o Ministério da Saúde acompanha diariamente o cenário epidemiológico de todo o Brasil, especialmente os locais que declararam emergência em razão da dengue.

Pronunciamento nacional

Na terça (6), em pronunciamento exibido na rede nacional de rádio e TV, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, se dirigiu a população brasileira, governos, estados e municípios para convocar uma mobilização de enfrentamento à dengue. “Este é o momento de intensificar os cuidados e a prevenção. Agora é hora de todo o Brasil se unir contra a dengue”, declarou.

De forma transparente, Nísia enfatizou que, em decorrência do aumento de casos no país, o engajamento de todos é necessário: governadores tem um papel essencial, apoiando os sistemas de saúde; prefeitos e prefeitas devem intensificar os cuidados com a limpeza urbana; o cidadão deve redobrar os cuidados na sua casa e vizinhança, recebendo os agentes de combate às endemias e ajudando na localização de focos do mosquito.

Em seu discurso, a ministra também destacou que o Brasil é o primeiro país do mundo a incorporar uma vacina contra a dengue ao sistema público de saúde e reiterou a prioridade para ações contra a doença, com ampliação do repasse para estados e municípios em R$ 1,5 bilhão.

Campanha de conscientização com artistas e influencers

Apenas dez minutos podem fazer a diferença no combate à dengue. Com esse lema, também na terça (6), o Ministério da Saúde lançou a ação ‘10 minutos contra a dengue’ como parte da campanha nacional “Brasil Unido Contra a Dengue”. Com participação de artistas, personalidades do esporte, influenciadores digitais, entre outros, vídeos curtos serão distribuídos diariamente nas redes sociais do Ministério da Saúde e do governo federal com dicas de prevenção para a eliminação de criadouros do mosquito Aedes Aegypt.

Entre as personalidades, já gravaram sua participação a atriz Letícia Colin, o rapper mineiro Djonga, o sambista e compositor carioca João Martins e o ex-participante do Big Brother Brasil e influenciador na Rocinha (RJ), Danrley Ferreira. A adesão à campanha é voluntária, nenhum pagamento foi feito aos participantes.

Distribuição de vacinas para os estados prioritários

Na quinta (8), foi iniciada a distribuição de vacinas contra a dengue para municípios que atendem os critérios definidos pela Saúde em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Inicialmente, a imunização começará pelas crianças de 10 a 11 anos, mas assim que novos lotes foram entregues pelo laboratório fabricante, a faixa etária vai avançar progressivamente. Hoje (9), a ministra acompanhou o início da vacinação no Distrito Federal em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) localizada no Cruzeiro – região administrativa localizada a 8 km da capital.

Essa é uma estratégia que permite que mais municípios possam receber as doses nesse primeiro momento, uma vez que essa faixa etária tem maior índices de hospitalização por dengue dentro do público-alvo da vacina, de 10 a 14 anos. O lote inicial, com 712 mil doses, será enviado para 315 municípios nos seguintes estados:

  1. Distrito Federal,
  2. Goiás,
  3. Bahia,
  4. Acre,
  5. Paraíba,
  6. Rio Grande do Norte,
  7. Mato Grosso do Sul,
  8. Amazonas,
  9. São Paulo,
  10. Maranhão.

Essa remessa atende a 60% dos 521 municípios selecionados e a previsão é que os demais recebam doses até a primeira quinzena de março. Com o recebimento das 6,5 milhões de doses em 2024, o Ministério da Saúde garante a vacinação de todas as crianças de 10 a 14 anos, nos municípios selecionados, ao longo dos meses.

Vacinação contra dengue
Foto: Walterson Rosa/MS

Diálogo é parte da construção e consolidação das estratégias de prevenção e cuidado

Também na quinta-feira, a ministra esteve na reunião com o Fórum dos Governadores, da qual participaram governadores de oito estados (Goiás, Amazonas, Acre, Rio Grande do Sul, Amapá, Rio Grande do Norte, Tocantins e Bahia) e representantes de outros oito (São Paulo, Ceará, Rondônia, Santa Catarina, Maranhão, Paraná, Pernambuco e Espirito Santo), além do Distrito Federal.

Cada estado atualizou a situação em que se encontra, inclusive com alguns governadores informando cenário de estabilidade de casos no próprio território. Alinhamentos assim são fundamentais em um país diverso como o Brasil, que tem situação de surto em algumas regiões e quadros estáveis em outras. Dessa forma, é possível coordenar onde são mais necessárias ações de prevenção e onde é necessário o reforço do cuidado com a saúde.

Na sexta (9), a ministra começou o dia acompanhando o início da vacinação de crianças no Distrito Federal e falando à imprensa sobre como funcionará a distribuição de doses aos 521 municípios selecionados. “É um momento histórico. Há 40 anos se espera por uma vacina para a dengue. Já houve vacina desenvolvida, não tão bem-sucedida, e agora temos uma incorporada ao SUS”, disse.

Logo depois, ela compareceu à reunião de alinhamento das estratégias de enfrentamento à dengue e outras arboviroses na atenção hospitalar do setor privado. Além de representantes da Secretaria de Atenção Especializada (SAES), estiveram presentes o diretor da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Paulo Rebello Filho, o presidente da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Filantrópicas (CMB), Eduardo Amaro, e os secretários-executivos do Conass e Conasems, Jurandi Frutuoso e Mauro Junqueira, respectivamente.

No encontro, os presentes falaram sobre a importância de alinhar os cuidados com as pessoas que contraíram dengue, especialmente os quadros graves. Além do combate ao vetor, a intervenção médica oportuna é fundamental para salvar vidas.

Ministério da Saúde

Veja também

policia-29-02-IG-Reproducao-Instagram

Suspeito de desmanchar carro usado no Caso Marielle é preso pela Polícia Federal

saude-29-02-freepik-mulher-gripe

Saiba a diferença entre os sintomas da dengue e da Covid-19

policia-29-02-Marcelo-Camargo-Agencia-Brasil

Polícia Federal prende mais três suspeitos em nova fase da operação Lesa Pátria

policia-29-02-pm-capa

Polícia Militar prende suspeitos de tráfico de drogas e encontra um pé de maconha em Domingos Martins

geral-28-02-alfredo-chaves-estradas

Estradas precárias em Alfredo Chaves dificultam acesso de moradores a serviços básicos

saude-28-02-PMMF-vacinacao

Marechal Floriano inicia vacinação contra a dengue para crianças de 10 e 11 anos

brasil-28-02-ag-brasil-Juca-Varella

Ministério da Educação divulgou a segunda chamada do Prouni

turismo-28-02-PMDM-pascoa

Coelhinho chega neste final de semana para inaugurar a Festa da Páscoa em Domingos Martins