Centrão teme efeitos de uma transparência no orçamento secreto, afirma colunista

Publicado em 09/11/2021 às 15:20

Compartilhe

104160


source
Centrão teme efeitos de uma possível transparência no orçamento secreto
Fotos: Câmara dos Deputados/Montagem: iG Arte

Centrão teme efeitos de uma possível transparência no orçamento secreto

Líderes do Centrão temem os efeitos da possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) impor uma transparência no chamado “orçamento secreto” – como ficaram conhecidas as verbas destinadas às emendas de relator. A informação é do colunista do G1 , Gerson Camarotti. Atualmente, não há transparência na liberação dessas emendas.

O STF decide na próxima quarta-feira (10) se mantém ou não a decisão da ministra Rosa Weber em suspender a execução das emendas de relator no Orçamento . No mesmo dia, o Tribunal de Contas da União (TCU) deve julgar se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criou um orçamento secreto em troca de apoio parlamentar no Congresso Nacional .

O Centrão acredita que as revelações de quanto ganhou cada deputado com as emendas poderiam causar um atrito entre os parlamentares. “Como explicar que um deputado ganhou R$ 50 milhões em emendas e outro parlamentar do mesmo partido e do mesmo estado só recebeu R$ 5 milhões?”, questionou um parlamentar do Centrão ao G1. “Isso vai dar uma confusão danada”, completou.

Veja também

© Washington Alves/COB/Direitos Reservados

Basquete: Brasil derrota Chile nas Eliminatórias da Copa do Mundo

© Marcello Casal JrAgência Brasil

Covid-19: ministro anuncia proibição de voos oriundos de seis países

© Felipe Oliveira/EC Bahia/Direitos Reservados

Brasileiro: Bahia derrota Grêmio por 3 a 1 e deixa Z4

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Não há casos da nova variante identificados no Brasil, diz ministério

© Fernando Brito/MS

Fiocruz pede inclusão de BioManguinhos como produtor de IFA nacional

106933

Chineses ignoram governo e usam criptomoedas para mandar dinheiro para o Japão

106931

INSS: Normas temporárias para concessão de auxílio é constitucional, decide STF

106929

Campos Neto diz que inflação vai melhorar a partir de 2022