Carreta tombada ainda prejudica o trânsito na pista da BR-262

Publicado em 21/10/2016 às 09:55

Compartilhe

A carreta Volvo de placas MTY-1681 (Venda Nova do Imigrante),  que tombou no início da noite desta terça-feira (18), no quilômetro 29 da Rodovia BR-262, próximo da ponte do Rio Jucu, divisa entre Domingos Martins e Viana, ainda se encontra no mesmo local com as rodas para o lado da pista.

A situação perdura há aproximadamente 20 horas, após o registro da ocorrência. O motorista do Volvo, Vitor Caliman, 31 anos, foi socorrido pelo SAMU momentos após o acidente e encaminhado ao Posto de Atendimento de Viana. Devido a gravidade dos ferimentos, ele foi internado no Hospital São Lucas, em Vitória.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), parte do carregamento de aproximadamente 30 toneladas de revestimento de piso caiu para fora da carroceria da carreta e o restante está sendo removido manualmente por servidores da empresa proprietária. Os prejuízos com a carga atingem R$ 34 mil. 

O trânsito no local, segundo Edson Bubach, inspetor da PRF, apesar de fluir vagarosamente, não se encontra ainda em absoluta normalidade. “Queremos remover a carreta e a carga ainda nesta tarde de quarta-feira para o tráfego flua”, disse.

Veja também

geral-16-02-policlinica-pmmf

Vagas de emprego com salários de quase R$ 2 mil em Marechal Floriano

cultura-15-07-ft-divulgacao-candidatas-festa-morango

Seis jovens concorrem ao título de rainha da Festa do Morango

geral-15-07-ft-gov-es-confecao-roupas-unidade-prisional

Unidade prisional confecciona conjuntos em TNT para pacientes em situação de rua

brasil-15-07-ft-Reproducao-Redes-Sociais-PMERJ-eperacao-policial-Rio

Rio tem megaoperação policial em dez favelas na manhã desta segunda

mundo-15-07-ft-Rebecca-DROKE-ataque-Trump

Trump dá primeira entrevista após levar tiro: ‘Deveria estar morto’

geral-15-07-ft-Renan-Louzada-incendio-pedra-azul

Incêndio em Pedra Azul é combatido por equipes dos bombeiros

centro-cirurgico

Centro Cirúrgico 2.0: projeto para otimizar processos e garantir agilidade a quem precisa de cirurgia pelo SUS capixaba

ministerio-da-saude

Ministério da Saúde já realizou mais de 2.600 atendimentos à estados e municípios