Brasil registra foco de peste suína clássica no Ceará

Publicado em 11/10/2021 às 19:20

Compartilhe

100023


source
O Ministério da Agricultura já notificou o caso à Organização Mundial de Saúde Animal e acrescenta que caso foi registrado em criação de suínos para subsistência
Divulgação/Governo Federal

O Ministério da Agricultura já notificou o caso à Organização Mundial de Saúde Animal e acrescenta que caso foi registrado em criação de suínos para subsistência

O Brasil registrou um foco de peste suína clássica (PSC) no Ceará, que fica fora da zona reconhecida como livre da doença pela Organização Mundial da Saúde. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) já notificou a entidade sobre o caso, que por sua vez emitiu um comunicado oficial.

A peste suína clássica, que também é conhecida como febre suína ou cólera dos porcos, é uma doença viral que afeta somente suínos e javalis. A doença não é transmitida para seres humanos.

De acordo com o comunicado da OIE, foram registrados casos em nove animais na cidade de Marco. Oito animais morreram e um foi sacrificado. “As investigações ainda estão em andamento para identificar a origem e ligações epidemiológicas. As medidas de erradicação serão implementadas com abate dos animais existentes na propriedade e contatos dentro da mesma unidade epidemiológica”, diz a nota, frisando que o Ceará está fora da zona livre da doença.

Leia Também

O Mapa confirmou o foco de PSC e esclarece que o caso foi registrado em um criatório de suínos para subsistência. De acordo com a pasta, o diagnóstico foi confirmado pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, e a propriedade interditada pelo serviço veterinário estadual.

“Conforme as estratégias para erradicação de focos de PSC adotadas no país, será realizada a eutanásia dos suínos envolvidos e a limpeza e desinfecção na propriedade, além de investigações para rastreamento de provável origem e vínculos epidemiológicos”, reforça a pasta em nota.

De acordo com o Mapa, a zona livre de PSC do Brasil concentra mais de 95% da indústria suinícola do país, e toda a exportação brasileira de suínos e seus produtos estão nesta zona, que não registra ocorrência da PSC desde janeiro de 1998.

Por isso, o ministério diz que a ocorrência não compromete a manutenção das zonas livres de PSC, nem implica em restrições ao comércio internacional de suínos. Além do Ceará, estão fora da zona livre de PSC Alagoas, Amazonas, Roraima, Pará, Amapá, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíva, Pernambuco e Piauí.

Veja também

© Leonardo Moreira/FEC/Direitos Reservados

Fortaleza se classifica para sua primeira Libertadores

© Marcelo Cortes/Flamengo/Direitos Reservados

Vice-campeão Flamengo empata com rebaixado Sport em Recife

© José Tramontina/athletico.com.br/Direitos Reservados

Athletico-PR derrota Cuiabá na Arena da Baixada e se afasta do Z4

107879

Comissão da Câmara faz audiência na quarta sobre piso para enfermagem

© 28/10/2021_Fernando Frazão/Agência Brasil

Covid-19: estado do Rio está com risco muito baixo pela segunda semana

© Marcello Casal jr/Agência Brasil

Covid-19: Brasil registra 22 milhões de casos e 615,4 mil óbitos

© Carol Morelli/Arquivo Pessoal

Quarteto feminino bate recorde mundial de natação master

107871

Morre Gulliver, primeiro cachorro de William Bonner e Fátima Bernardes