Bolsonaro diz que Lula se inspira na China e deverá acabar com CLT e 13°

Publicado em 29/09/2021 às 16:50

Compartilhe

98280


source
Presidente Jair Bolsonaro acusou Lula de querer adotar modelo econômico da China
Alan Santos/PR

Presidente Jair Bolsonaro acusou Lula de querer adotar modelo econômico da China

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (29) que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva pretende adotar o modelo econômico da China e, para isso, seria necessário acabar com direitos trabalhistas. A declaração foi dada em evento para anúncio de obras em Roraima.

Bolsonaro disse ter visto um vídeo em que Lula teria sugerido a necessidade de o Brasil usar a China como exemplo de economia. O presidente, no entanto, disse que para espelhar a economia chinesa é necessário acabar com a CLT, 13° salário, férias e horas extras.

“Agora há pouco, assisti um vídeo do ex-presidente Lula dizendo que o modelo econômico da China é o que deve ser imposto no Brasil. Obviamente, o primeiro passo que deveria ser feito aqui no Brasil, se esse cara viesse a ocupar a presidência, para seguir o modelo chinês, seria acabar a CLT, seria acabar com 13°, acabar com as férias, acabar com o fundo de garantia, acabar com as horas extras”, disse.

“Ou seja, manter um regime de trabalho ao nosso povo que nós não poderíamos aceitar”, concluiu.

Embora tenha acusado Lula, Bolsonaro não citou em qual vídeo o ex-presidente defendeu o modelo econômico da China. Até o momento, Lula não se pronunciou publicamente sobre as acusações.

Veja também

Palio-atinge-caminhonete-em-trevo-da-BR-262-e-foge-do-local-do-acidente

Pálio atinge caminhonete em trevo da BR-262 e foge do local do acidente

112964

EUA recomendam que população use “máscara mais protetora possível”

112962

Pitbull faz “birra” toda vez que escuta uma bronca

© José Cruz/Agência Brasil

Covid-19: Rio de Janeiro começa vacinação de crianças nesta segunda

112957

Covid-19: Áustria terá vacinação obrigatória a partir de fevereiro

© Alex Sandro/TV Brasil

Brasil recebe segunda remessa de vacina pediátrica da Pfizer

112953

Lira diz que Senado deve ser cobrado por nova alta de combustíveis

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Síndrome de Burnout é reconhecida como fenômeno ocupacional pela OMS