Bolsa Família é pago a novo grupo nesta terça; veja quem recebe

Publicado em 30/01/2024 às 10:29

Compartilhe

bolsa-familia-18-01-Agencia-Brasil-2

O governo federal paga nesta terça-feira (30) a parcela de janeiro do  Bolsa Família para os beneficiários com  Número de Identificação Social (NIS) terminado em 9. O valor médio do benefício neste mês é de R$ 685,61, montante pago a 21,12 milhões de famílias.

O calendário de pagamentos do Bolsa Família segue o último dígito do NIS de cada beneficiário:

  • NIS final 1: 18 de janeiro;
  • NIS final 2: 19 de janeiro;
  • NIS final 3: 22 de janeiro;
  • NIS final 4: 23 de janeiro;
  • NIS final 5: 24 de janeiro;
  • NIS final 6: 25 de janeiro;
  • NIS final 7: 26 de janeiro;
  • NIS final 8: 29 de janeiro;
  • NIS final 9: 30 de janeiro;
  • NIS final 0: 31 de janeiro.

O Bolsa Família oferece seis benefícios específicos para diversas situações, como o Benefício de Renda de Cidadania (BRC), Benefício Complementar (BCO), Benefício Primeira Infância (BPI), Benefício Variável Familiar (BVF), Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN) e Benefício Extraordinário de Transição (BET), este último aplicado em casos específicos até maio de 2025.

O núcleo básico do Bolsa Família é composto por 4 benefícios:

  • Primeira Infância: para famílias com crianças de 0 (zero) a 6(seis) anos. O benefício será de R$ 150 por criança nessa faixa etária;
  • Benefício de Renda de Cidadania: pago para todos os integrantes da família, no valor de R$ 142 por pessoa;
  • Benefício Variável Familiar: pago às famílias que tenham em sua composição gestantes e/ou crianças, com idade entre 7 (sete) e 12 (doze) anos incompletos, e /ou adolescentes, com idade entre 12 (doze) e 18 (dezoito) anos incompletos, no valor de R$ 50 por pessoa que atenda aos critérios;
  • Benefício Complementar: pago às famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, caso o Benefício de Renda de Cidadania não seja suficiente para alcançar o valor mínimo de R$ 600 por família. O complemento é calculado para garantir que nenhuma família receba menos que o valor de R$ 600.

Para serem elegíveis, as famílias devem atender a condições nas áreas de saúde e educação, como seguir o calendário de vacinação e manter a frequência escolar de crianças.

Para ser beneficiário do Bolsa Família, é necessário ter renda mensal por pessoa for de até R$ 218 (situação de pobreza). Além disso, é preciso se inscrever no  Cadastro Único (CadÚnico) e aguardar a análise de um sistema informatizado, que avalia todas as regras do programa.

Fonte: Portal IG/ Foto: Agência Brasil

Veja também

politica-17-04-ft-Lula-Marques-Agencia-Brasil

Senado aprova PEC das drogas e texto vai para Câmara dos Deputados

cultura-17-04-gov-es

Festa da resistência dos povos indígenas tem início nesta sexta-feira em Aracruz

geral-17-04-ft-div-gov-es

Bandes promove leilão do Fundap nesta quarta-feira (17) em Vitória

saude-16-04-ft-div-gov-es

Ciatox realiza mais de 10 mil atendimentos em um ano no Espírito Santo

geral-16-04-ft-gv-es

Escola de Cachoeiro de Itapemirim inicia projetos com robótica educacional

brasil-16-04-freepik

Professores universitários estão mobilizados no Rio para definir greve

geral-16-04-pmmf

Pavimentação de estradas avança em Marechal Floriano

geral-16-04-freepik-2

Começou o prazo para solicitar isenção da taxa de inscrição do Enem