Auxílio Brasil: aplicativos falsos roubam dados; veja como se proteger

Publicado em 19/11/2021 às 07:50

Compartilhe

105820


source
Aplicativo auxílio Brasil
Reprodução

Aplicativo auxílio Brasil

Uma série de aplicativos falsos que usam o  Auxílio Brasil está sendo disponibilizada em plataformas de serviços de distribuição digital de aplicativos. Os apps pode servir como iscas para roubar dados de usuários ou oferecer propagandas e spans. A reportagem do Extra identificou pelo menos oito aplicativos não oficiais da Caixa disponíveis na Play Store.

Alguns deles prometem consulta aos valores de benefícios, calendários de pagamento atualizados. Para chamar a atenção dos usuários e incentivar continuem abrindo o aplicativo, os programas disparam notificações para o celular. Alguns pedem informações do trabalhador como o Número de Identificação Social (NIS), CPF, carteira de trabalho, número do telefone, entre outras informações.

Assim como ocorreu com o Auxílio Emergencial, quando as vítimas acessam os aplicativos falsos do Auxílio Brasil, os cibercriminosos podem ter acesso aos seus dados pessoais e em alguns casos até financeiros.

“De fato, precisa haver uma campanha do governo para auxiliar as pessoas para mostrar os riscos de fraudes, senão os vazamentos de dados e os golpes vão continuar”, ressalta Erica Brito Bakonyi, pesquisadora do Centro de Tecnologia e Sociedade (CTS) da FGV Direito Rio.

Já Alessandro Magalhães, gerente de Cyber Security da Mazars, alerta que as pessoas devem desconfiar e checar se estão baixando o aplicativo correto. Segundo ele, é importante não liberar algumas permissões de acesso para evitar que o app colete dados armazenados no celular.

Leia Também

“As pessoas precisam ter análise crítica das permissões que os apps exigem para liberar função para você, como acesso ao seu álbum de fotos pessoais, redes sociais, contatos. São situações em que a pessoa precisa parar para analisar”, explica Alessandro.

Qual é o verdadeiro aplicativo do Auxílio Brasil?

Segundo a Caixa, o beneficiário que já recebe o Bolsa Família, na prática, não precisará baixar novamente porque a transição é automática, é preciso somente atualizar o sistema. O  link correto para baixar o app oficial está disponível.

De acordo com a Caixa, o aplicativo será disponibilizado aos usuários do Bolsa Família gradativamente para evitar congestionamento no sistema. Ainda segundo o banco, quem ainda não tiver migrado de aplicativo vai receber o benefício normalmente. O banco disse ainda que se o usuário não conseguir baixar o sistema agora, ele deve “tentar mais tarde”, devido ao grande número de acessos.

  • Quando for baixar o aplicativo, verifique qual é o nome do desenvolvedor (o do Auxílio Brasil é a própria Caixa Econômica Federal);
  • O nome correto Auxílio Brasil CAIXA, com um fundo azul e a palavra Brasil com as cores verde e amarela
  • Não insira dados pessoais e financeiros em sites e aplicativos não oficiais;
  • Não clique em links recebidos por e-mails, SMS ou mensagens de WhatsApp. Mesmo quando receber mensagens de amigos ou familiares evitar acessar o link.

Veja também

© Pedro Souza/Atlético/Direitos Reservados

Já campeão, Atlético-MG recebe Bragantino em reencontro com torcida

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes

107939

Subida dos juros deve provocar desaceleração na economia, diz Guedes

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas para Médicos pelo Brasil

107935

Em relatório preliminar, deputado destina R$ 16,2 bilhões para orçamento secreto

107933

Nova proposta de reforma trabalhista quer proibir motoristas de app na CLT

107931

Pais de autor de massacre em escola de Michigan são presos

107929

Biden e Putin farão reunião sobre tensões na Ucrânia