Após ser condenado por assassinato, bilionário é acusado de matar esposa

Publicado em 22/10/2021 às 15:21

Compartilhe

101661


source
Ele confessou o crime enquanto falava sozinho
Reprodução

Ele confessou o crime enquanto falava sozinho

Robert Durst, magnata estadunidense, foi acusado nesta sexta-feira (22) de matar sua própria esposa. Kathie Durst despareceu em 1982 e há quatro anos foi considerada morta a pedido de sua família. 

Na última semana, Durts foi condenado à prisão perpétua por matar a melhor amiga de sua esposa. Susan Berman foi assassinada com um tiro na nuca em 2000. A suspeita é que o magnata quis impedi-la de ir à polícia depor sobre o desaparecimento de Kathie. 

O motivo da nova acusação é o documentário The Jinx: A Vida e as Mortes de Robert Durst , exibido em 2005, que mostra o áudio em que o bilionário confessa os assassinatos. Na produção, é possível ouvir ele sussurrar “Pronto, te pegaram” e “Matar todos, claro”. 

A Polícia de Nova Iorque entrou com uma queixa criminal contra Durst na última terça-feira (19). Agora ele é acusado por assassinato em segundo grau pela morte de sua esposa, Kathie. 

Além de Susan e Kathie, Durst já confessou ter esquartejado seu vizinho em legítima defesa. As acusações sobre esse caso foram retiradas após a confissão. 

Leia Também

A família de Robert Durst ocupa a 47ª posição do ranking da Forbes, com uma fortuna estimada em US$ 8,1 bilhões (cerca de R$ 46 bilhões).




Fonte: IG Mundo

Veja também

© Thais Magalhães/CBF/Direitos Reservados

Seleção feminina encerra temporada com título do Torneio de Manaus

© Samara Miranda/Remo/Direitos Reservados

Copa Verde: Paysandu e Remo empatam em clássico de tempos distintos

© Reuters/Carlos Osorio/Direitos Reservados

Pfizer: 1 milhão de doses chegam ao Brasil hoje

107575

Mega-Sena sorteia R$ 11 milhões nesta quarta; confira as dezenas

107573

EUA têm 10 milhões de vagas, mas não despertam interesse; entenda o porquê

© Edilson Rodrigues/Agência Senado

Plenário do Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF

© ONU/Unaids/Divulgação

Atos no Rio marcam Dia Mundial de Luta contra a Aids

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Anvisa defende transparência e cooperação entre agências reguladoras