20 mil profissionais de saúde serão qualificados para atuar na Rede Cuidar

A Rede Cuidar em Nova Venécia, região Norte do Espírito Santo, já é uma realidade. E nos próximos meses, outras quatro unidades serão entregues no Estado (Linhares, Santa Teresa, Domingos Martins e Guaçuí). A Rede Cuidar é o novo modelo de atendimento de atendimento à saúde no Espírito Santo.

E para que o programa funcione em sua plenitude, aproximadamente 20 mil profissionais de saúde irão passar pelo processo de planificação em todo Estado. A planificação à saúde é um processo de planejamento que visa integrar a atenção primária a atenção especializada em saúde, propondo um atendimento multiprofissional resolutivo.

Esse processo de qualificação teve início em julho de 2016, na região Norte de Saúde, para a implantação da unidade em Nova Venécia. Na região, 2.400 profissionais de saúde foram qualificados entre julho de 2016 e dezembro de 2017.

Na região Metropolitana de Saúde, as oficinas tiveram início no dia 15 de janeiro e a previsão é que o processo seja encerrado no início de julho. Serão qualificados no processo aproximadamente 10.300 profissionais de saúde.

Na região Central, cerca de 5.000 profissionais de saúde iniciam o processo de planificação entre os dias 19 e 23 de fevereiro, na primeira semana de planificação da Região Central, com oficinas que seguem até o mês de agosto.

E na região Sul, as oficinas de planificação começam no dia 5 de março e seguem até agosto. Um total de 4.274 profissionais irão participar das oficinas de planificação.

O secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, explicou que a implantação da Rede Cuidar envolve a reorganização da atenção primária, da atenção ambulatorial especializada e a atenção hospitalar. Ele explicou que o processo de planificação das equipes segue até o mês de agosto deste ano, e é fundamental para o sucesso do programa.

“Precisamos mudar o processo básico de atendimento nas unidades básicas porque senão isso não funciona. Isso aqui só irá funcionar se a gente tiver uma unidade básica de saúde resolutiva. Esse novo modelo de atendimento visa dar qualidade no atendimento na atenção primária, que é a porta de entrada do SUS. Por isso estamos fazendo uma mobilização intensa na capacitação para a atenção primária. Vamos treinar cerca de 20 mil pessoas até agosto de 2018 no Estado inteiro”, destacou o secretário.

Planificação

De acordo com a superintendente da Região Central de Saúde, Luciane Cardozo, é a planificação que dará a sustentação para que esse novo modelo de atendimento funcione plenamente. “Essa capacitação que é o que vai dar vida a tudo o que está sendo proposto dentro da unidade, e proporcionar essa mudança de fluxo, essa mudança de fazer. Planificação é o movimento que está sendo feito, o repensar, o revisitar os processos de trabalho dentro das unidades de saúde nos municípios. Uma proposta que vem do Governo do Estado e que, para mim, é o grande diferencial do que está sendo proposto, pensado e discutido”, disse.

A superintendente da região Norte de Saúde, Gilcilene Pretta Cani Ribeiro, destacou que a proposta da articulação para a planificação foi coordenada pela Superintendência Regional Norte com a parceria do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), e operacionalizada em cada município com envolvimento dos prefeitos, secretários municipais de Saúde e equipes técnicas. A região foi a primeira a iniciar o processo de planificação e a receber uma unidade da Rede Cuidar. “Tivemos oportunidade de qualificar conjuntamente toda a Região Norte para iniciar a nova proposta de Saúde para o Espírito Santo. Esse processo de trabalho exigiu muito esforço e conhecimentos técnicos especializados de diversos profissionais e, portanto, foi construído a várias mãos. A região foi pioneira e teve seu trabalho reconhecido e validado tornando-se a “região laboratório” para servir de modelo para implantação da proposta nas demais regiões de Saúde do Estado. Nós, da região Norte, iniciamos um marco para a saúde capixaba. Ainda há muitos desafios, mas estamos caminhando bem”, disse Pretta.

A Rede Cuidar em Nova Venécia foi inaugurada em 18 de setembro de 2017. Até o dia 6 de fevereiro foram atendidas 6.538 pessoas e realizados 29.686 consultas e exames.

Rede Cuidar

A Rede Cuidar propõe a reorganização do atendimento no sistema de saúde pública do Espírito Santo, desde a porta de entrada na unidade de saúde do município, passando pelas consultas e exames até a rede hospitalar. Entre os benefícios para a população estão o atendimento mais próximo do local de moradia do cidadão, evitando o deslocamento para a Grande Vitória; aumento da oferta de consultas e exames; redução do tempo de espera para consultas e exames; atendimento personalizado e humanizado; integração das equipes da atenção primária às equipes da atenção especializada, garantindo um atendimento multiprofissional capaz de resolver até 95% dos problemas de saúde da população em sua própria região.

Estão previstas a implantação de cinco unidades da Rede Cuidar em todas as regiões do Estado. As unidades estão localizadas em Nova Venécia (em funcionamento), Santa Teresa, Linhares, Guaçuí e Domingos Martins. Com a implantação das cinco unidades, a estimativa é que 1 milhão de pessoas deixem de ser direcionadas para atendimento na Grande Vitória.