E&L participa do Outubro Rosa na prevenção contra câncer de mama

A luta contra o câncer de mama também está presente nas empresas que têm a qualidade de vida como propósito. Nessa direção e em consonância com o esforço nacional na campanha Outubro Rosa, a empresa E&L Produção de Software e Gestão Integrada criou ações para orientar e conscientizar seus funcionários sobre a importância de se prevenir.

EL Outubro Rosa 2Na última terça-feira (11), uma palestra foi organizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da empresa e contou com cerca de 40 funcionárias. A ação durou cerca de uma hora. Autoexame, a importância da mamografia e câncer de colo de útero foram alguns dos temas abordados por representantes da secretaria de saúde da Prefeitura de Domingos Martins, parceira na iniciativa.

“Nosso objetivo foi aproveitar a campanha do Outubro Rosa para levar conhecimentos aos funcionários e falar de um problema tão sério e mais comum do que imaginamos”, explicou a presidente da CIPA, Samella Rangel.

fachada sem fios 2Além das ações da CIPA, a E&L autorizou os funcionários a irem vestidos de roupa rosa toda sexta-feira, dispensando o uniforme. Já o site da instituição foi personalizado com banner virtual da campanha, estimulando a conscientização e solidariedade com as mulheres que têm câncer.

Números

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres. No Brasil, para o ano de 2016 foram estimados 57.960 casos novos, que representam uma taxa de incidência de 56,2 casos por 100.000 mulheres. Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (Inca) e revelam a emergência da conscientização entre a população. Isso porque, quando diagnosticado precocemente, a chance de cura é de 95%.

Outubro rosa 2017 03Segundo dados divulgados pela Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer – Hospital Santa Rita (Afecc-HSRC), a faixa etária que apresenta o maior índice da doença é de 45 a 49 anos. No Espírito Santo, estima-se que entre 2016 e 2017 surjam mais de 1 mil novos casos.

O que muitos não sabem é que o câncer de mama também pode acometer homens. Os casos são raros e representam apenas 1% do total de casos da doença.