Duas mulheres assaltam relojoaria e são presas em Venda Nova do Imigrante

Duas mulheres em ação. Este poderia ser o título de um filme, uma ficção. Na realidade, duas senhoras se encontraram em Venda Nova do Imigrante e tramaram um roubo que deu errado, graças à ação rápida da Polícia Militar que chegou no momento certo. As duas foram encaminhadas para a DEPOL de Venda Nova do Imigrante.

P.V.S. e C.C.P. resolveram entrar para o “mundo do crime”, assaltando uma relojoaria no centro da cidade da polenta, usando uma arma branca. Mas elas não contavam com a interferência da Polícia, que foi avisada por moradores.

Tudo corria como previsto, até os policiais chegarem ao local e flagrar C.C.P. ainda na relojoaria. A princípio ela insistia em dizer que era cliente, mas após ser questionada pelos PMs, resolveu falar a verdade, afirmando que P.V.S. havia chegado de Vila Velha, disposta a praticar o crime.

P.V.S. foi localizada na região de Venda Nova do Imigrante. Quando avistou a viatura, ela tentou desfazer dos produtos roubados, mas sua ação foi percebida pelos policiais do 2º Pelotão. Depois de detida, disse: “É verdade que cheguei para roubar a relojoaria, mas quem maquinou o assalto foi C.C.P.”.

Segundo a PM, a participação de C.C.P. foi se passar por cliente a fim de apoiar a amiga dentro do estabelecimento. No Boletim Unificado está relatado que P.V.S. efetuou o roubo de seis relógios, usando uma touca ninja e uma faca de cozinha. CC.P. ganharia R$ 2.000,00 pela participação. Além dos relógios, a PM apreendeu também uma mochila e dois celulares.