Homem atingido por tiros e pauladas morre enquanto era socorrido

O caseiro Luciano Lois Pessoti, o “Alemão”, 45 anos, que trabalhava em um sítio na localidade de Deserto, zona rural de Guarapari, foi assassinado com três tiros e pauladas na cabeça. Conforme informações, uma pessoa ligada profissionalmente à vítima teria cometido o assassinato.

O corpo foi velado na Capela de Velório Santo Antônio, no Bairro Santa Rita em Marechal Floriano. A Polícia Civil de Guarapari investiga o caso e vai ouvir a esposa de Alemão. Moradores da localidade afirmam que desligamentos da energia elétrica do sítio onde a vítima residia podem ter sido a causa do assassinato.

Luciano foi ferido anteontem (07) com três tiros e pauladas na cabeça. Mas não morreu no local. Ele foi encaminhado com vida à Policlínica Ary Ribeiro da Silva, em Marechal Floriano, mas os médicos de plantão, após os primeiros atendimentos notaram a situação grave do paciente.

Eles preferiram encaminhá-lo ao Hospital São Lucas, em Vitória, numa ambulância modelo UTI móvel. Segundo informações do local, a vítima acabou morrendo no interior da ambulância quando passava pelo município de Viana. Após constatada por médicos do hospital a morte de Alemão, o corpo foi levado ao Departamento Médico Legal de Vitória (DML).

O sepultamento de Alemão aconteceu nesta sexta-feira (09), pela manhã, no cemitério da localidade de Todos os Santos, zona rural de Guarapari. Enquanto o corpo da vítima era preparado, a mulher dele, não identificada, afirmava que quer apenas justiça. Ela disse que a situação está “tensa” na região.