Preso homem que matou mulher a facadas em Afonso Cláudio

Na madrugada do dia 29 de abril desse ano, uma mulher foi cruelmente morta com golpes de faca. As polícias Militar e Civil trabalharam no caso buscando todas as informações de familiares e moradores da região do distrito de Fazenda Guandu, onde o assassino residia com a vítima. Na manhã de ontem (08), o acusado foi preso em um distrito do Estado de Minas Gerais.

Roseny Vill, a popular “Santa”, 39 anos, foi morta pelo companheiro Genivaldo Alvim Lopes, 40, sem motivo aparente. De acordo com a PM, Genivaldo se armou de uma faca de cozinha, imobilizou sua companheira e a matou com vários golpes nas regiões da nuca e pescoço e fugiu sem deixar rastro.

Familiares da vítima cobravam por justiça, pedindo a prisão do assassino, que foi preso na manhã de ontem (08), no distrito mineiro de Humaitá. Segundo o policial civil Carlos Alberto Cardoso, contra Genivaldo havia um Mandado de Prisão em aberto e as polícias nunca deixaram de buscar pelo assassino. Ele relatou ainda que o acusado teria participações em outros crimes.

De posse de um pedido de prisão do delegado Luiz Pascoal, com detalhes do crime cometido por Genivaldo, e seguindo informações anônimas, o policial civil Carlos Alberto, o “Carlinhos”, lotado em Brejetuba, juntamente com o Sargento aposentado Elias Ramos Batista, seguiram para Humaitá. Lá, ficaram na espreita, já sabendo das características do acusado.

Genivaldo Alvim Lopes, que em Humaitá usava o nome de Antônio para dificultar o trabalho da polícia, foi identificado e preso, sem reagir à ação dos agentes, que utilizaram o fator surpresa. O acusado foi conduzido para a DEPOL de Venda Nova do Imigrante, de onde deverá seguir para o centro de triagem de Viana.