Duplicação da BR-101 é debatida em Brasília após acidente que matou martinenses

Buscando solucionar os impasses que impedem as obras de modernização e duplicação da BR-101, o governador Paulo Hartung retornou a Brasília, na tarde desta quarta-feira (13), para pleitear junto ao presidente da República, Michel Temer, uma imediata solução dos órgãos federais responsáveis pela administração do contrato de concessão, assinado junto à empresa ECO Rodovias, que prevê a modernização, a duplicação e a manutenção da rodovia federal que corta todo o Estado.

Atendendo ao governador, o presidente determinou uma reunião nesta quinta-feira (14) entre a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a ECO 101. O encontro aconteceu após o trágico acidente que matou 11 pessoas no último domingo (10), sendo nove integrantes do Grupo Folclórico Bergfreund de Campinho.

E para ampliar a fiscalização dos veículos que trafegam na rodovia, ficou definido que a ANTT fará a instalação de uma balança móvel em Viana. Outro pedido do governador que foi acatado é a recomposição do efetivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que atua no Estado e, recentemente, foi deslocado para atuar em ações estratégicas no Rio de Janeiro. Hartung havia feito este pedido na terça-feira (12), durante visita do ministro da Justiça, Torquato Jardim, ao Estado.

A reunião entre Hartung e Temer ocorreu no gabinete da presidência da República, no Palácio do Planalto. Também participaram do encontro o ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, o presidente da ANTT, Jorge Bastos, e o deputado federal Lelo Coimbra. “Foi um encontro representativo. Cobramos uma solução que, pelo nosso entendimento, é o cumprimento do que está escrito no contrato, com a duplicação de toda a rodovia. O presidente da República orientou que a ANTT dê uma resposta imediata sobre esta situação", explicou Hartung, após a audiência.

Durante o encontro com o presidente, o governador capixaba relembrou que os dois já haviam debatido a situação da BR-101 e, apesar de Temer ter escalado a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para atuar no episódio, o tema não evoluiu. Hartung defende o diálogo e o debate técnico para uma rápida solução que ponha fim aos impasses que prejudicam os capixabas e usuários da rodovia. Paulo Hartung externou ao presidente Temer sua extrema preocupação com os constantes acidentes devido ao traçado antigo das BRs que cortam o Estado, em especial, a BR 101.

DUPLICAÇÃO - O governador não acredita em duplicações parciais na rodovia e cobra o objeto do contrato que estabelece duplicação de 100% da BR-101 em território capixaba. "A duplicação da BR-101 foi feita em um contrato que define claramente os direitos e obrigações das partes. Precisamos valorizar esses instrumentos jurídicos. O contrato tem dispositivo para tudo. Até se for desfazer o contrato, tem responsabilidades a serem cumpridas pelas partes. Reafirmo que o melhor é seguir o contrato e tudo que está previsto nele", concluiu.