Trânsito lento para dar segurança à equipe de empreiteira do DNIT

Os antigos “buracos” no piso da pista asfáltica, que provocaram muitos prejuízos aos proprietários de veículos a Rodovia BR-262 com pneus estourados, estão com os dias contados. Uma equipe técnica de uma empreiteira do órgão federal realiza o serviço tapagem das verdadeiras crateras que permaneciam na pista.

Trânsito lento para dar segurança à equipe de empreiteira do DNITNo início da tarde desta quarta-feira (11), os condutores de veículos se depararam com filas na pista da BR-262, entre os quilômetros 40 e 41 nas proximidades do trevo de Campinho e o de Santa Isabel. O sistema de pare / siga foi adotado pelos trabalhadores da empreiteira determinando a cada dois minutos uma faixa.

Enquanto isso, mais de 25 homens com equipamentos manuais e, basculantes, retroescavadeiras e outros mecânicos especiais para asfaltamento, estavam na pista trabalhando sem parar. Havia mais de dois quilômetros de cones de segurança em busca de evitar ocorrências.

Trânsito lento para dar segurança à equipe de empreiteira do DNIT 3No trabalho, buracos de todas as dimensões estão sendo cobertos com massa asfáltica. Para o motociclista Rodrigo Klein, a tapagem dos buracos vai deixar a pista menos perigosa, já que muitas pessoas caíram de moto e outras tiveram os seus carros com pneus estourados. “A equipe está de parabéns pela qualidade do serviço e o todo sistema de segurança usado” disse.

O professor de Educação Física e Taekwondo, Donato Alencar, que trabalha em Marechal Floriano comentou que aquele era um dos trechos mais esburacados, e perigosos ao mesmo tempo. “A turma está animada para trabalhar e este fato trará segurança para todos que viajam pela BR-262 como nós mesmos, que não saímos porque necessitamos dela, mas sem buracos.”, disse alegre.