Vizinhos se unem para decorar a rua para a Copa do Mundo

A poucos dias do início de mais uma Copa do Mundo, moradores da rua Waldemiro Alberto Hülle, em Campinho, sede de Domingos Martins, decidiram se unir para colorir o asfalto da rua onde moram, como geralmente é de costume no Brasil. A iniciativa contou com a maioria da vizinhança e obviamente o espírito de cooperação contagiou adultos e crianças, que aproveitaram o feriado municipal da cidade para se unir e enfeitar o espaço por onde passam todos os dias.

Vizinhos se unem para decorar a rua para a Copa do Mundo 3Além do fator união, e de poder transformar o local onde moram, o morador Eleomar Furlam, um dos idealizadores da ação, destaca a importância de atos como esse para o Brasil. “A gente trabalha aqui um pouco da ideia de civismo, mas o principal mesmo é estarmos juntos e no final de tudo a gente ainda se diverte muito, afirma Furlam.

Vizinhos se unem para decorar a rua para a Copa do Mundo 2A participação de crianças foi um dos destaques do mutirão. Com pinceis e muita tinta, elas pintaram o sete e colaboraram com a decoração que faz alusão à Copa do Mundo. Algumas estavam fazendo isso pela primeira vez e se divertiram muito. Esse foi o caso da estudante Isabella Santana Tavares, 9 anos. “Estou achando muito bonito e quero sempre participar de coisas assim”, declara Isabella.

Vizinhos se unem para decorar a rua para a Copa do Mundo 4Que a seleção não vá para o buraco

Eles estavam com vontade pintar os dois lados da rua, porém a quantidade de buracos impediu que a decoração fosse feita em ambos os lados, o que não desanimou Cintia Santana Scarpe, educadora financeira infantil, mas que não deixou de lado os problemas somente por causa do espírito da Copa. “A gente queria enfeitar os dois lados da rua, mas os buracos não permitiram. Além disso, o objetivo de estarmos juntos foi alcançado e isso é o que mais importa”, relata Cintia.