Carregamento de gengibre capixaba é exportado para o Paraguai

Oitocentas embalagens com o peso de 15 quilos cada. Este é o total de gengibre, cultivado no Espírito Santo, que será exportado para o Paraguai. A raiz colhida nas terras capixabas é considerada de alta qualidade e é produzida nas regiões rurais de Caramuru, Alto Galo e Califórnia, nos municípios de Santa Leopoldina e Domingos Martins.

Carregamento de gengibre capixaba e exportado para o ParaguaiEste é o primeiro embarque de gengibre em 2018, com colheita do produto bastante adiantada, que denomina o material como “baby ginger”. O produtor e exportador Djalma Santana, informa que um caminhão trucado transportará as embalagens até a cidade de São Paulo.

“De São Paulo até o destino final o produto será transportado por uma carreta refrigerada para que chegue ao destino com a mesma qualidade do momento que foi colhido”, disse Djalma Santana, garantindo que a produção do Espírito Santo apresenta a melhor qualificação nacional deste tipo de produto.

Os produtores locais de gengibre, segundo Djalma Santana, estão animados com a comercialização fora do Brasil, que já atinge a 85% do total que é colhido no Estado. Apenas 15% da produção de gengibre nacional fica aqui no Brasil, notadamente em São Paulo, onde os consumidores asiáticos predominam.

“Os principais são os japoneses que usam o gengibre de formas gerais na alimentação, justificando assim como produção de qualidade é, sobretudo, saudável”, comenta o produtor e exportador.