Melhor café do Espírito Santo é de Marechal Floriano

Marechal Floriano , 03 Dezembro 2017

Melhor café do Espírito Santo é de Marechal Floriano

Um duelo de titãs. Assim foi a final do Prêmio Realcafé/UCC de Qualidade, que elegeu o grão de José Carlos Velten, com a propriedade localizada em Marechal Floriano, o melhor café da variedade arábica da Região das Montanhas do Espírito Santo.

O concurso, realizado pela Realcafé, em parceria com a torrefadora japonesa Ueshima Coffee Company (UCC), teve o  vencedor anunciado neste  sábado  (02), na sede da Realcafé, empresa localizada em Viana, onde cerca de 280 participantes, entre produtores rurais, especialistas em café e representantes do setor público e privado, acompanharam a cerimônia de premiação.

Ao total, foram submetidos 145 de amostras de cafés especiais no concurso, que passaram por testes sensoriais para terem suas inscrições aceitas. Destas, apenas 70 foram aprovadas e, após a avaliação do grão e das práticas utilizadas nas propriedades rurais.

Melhor cafe do Espirito Santo e de Marechal Floriano 2Todos os 20 finalistas tiveram os seus grãos avaliados por especialistas em café com reconhecimento no Brasil e no mundo, como Marco Suplicy, fundador da Suplicy Cafés Especiais; Geórgia Franco de Souza, fundadora da Lucca Cafés Especiais; e Eliana Relvas, consultora de cafés para o Grupo Pão de Açúcar; além de representantes da torrefadora japonesa Ueshima Coffee Company (UCC) e da Tristão Companhia de Comércio Exterior.

O vencedor foi anunciado por Jones Tristão, fundador da Realcafé. Além da premiação em dinheiro no valor de R$ 30.000,00, José Carlos Velten terá o seu grão comercializado no Realcafé Reserva, linha de cafés especiais da Realcafé, com uma edição limitada em seu nome. O produto é comercializado nas cafeterias especializadas e melhores restaurantes do país.

“Cultivo café especial há 12 anos e estou muito feliz com esse reconhecimento do Prêmio Realcafé/UCC de Qualidade. Sou meeiro, ou seja, eu cultivo café em uma propriedade que não é minha. Entendo que o café é um alimento e quanto mais capricho a gente tem, mais valor agregado ele vai ter na mesa de quem o consome. Sei que entrego um produto puro e sem contaminação, que vai ser comercializado em todo o Brasil. É emocionante”, disse o vencedor.

Técnico agrícola e degustador de café, o Deputado Federal Evair de Melo (PV-ES), participa do Prêmio Realcafé/UCC de Qualidade desde a sua primeira edição como jurado e coordenador técnico. Para ele, escolher o grão vencedor foi acirrado, já que a qualidade dos grãos estava equiparada.

“Todo ano é um grande desafio escolher o café vencedor. Desta vez, foi mais surpreendente porque o Espírito Santo está saindo de uma seca de três anos. As notas dos grãos finalistas foram bem próximas, apresentando uniformidade e muita excelência. Nenhum café apresentou nenhum tipo de problema, o que mostra a quanto os produtores rurais estão se especializando cada vez mais e, por isso, merecem o nosso reconhecimento. Foi um sucesso absoluto”, destacou o deputado.

Sérgio Tristão, Presidente da Realcafé e idealizador do Prêmio Realcafé/UCC de Qualidade, destaca que esse reconhecimento ao cultivo de cafés especiais impulsiona o setor da cafeicultura. “O concurso causa um impacto positivo na vida dos produtores rurais, contribuindo para o desenvolvimento da cafeicultura e também para que eles se especializem. Vemos a simplicidade em casa um deles e temos o desafio de nos reinventarmos e fortalecermos o cultivo de café de qualidade no Espírito Santo”, salienta.

Governador do Estado marca presença

Melhor cafe do Espirito Santo e de Marechal FlorianoEntre os presentes estavam o Governado do Estado Paulo Hartung (PMDB), que ressaltou a importância do Prêmio Realcafé/UCC de Qualidade para desenvolver o cultivo de café especial no Espírito Santo. “O concurso motivou os nossos produtores de café arábica a trabalharem com qualidade. Ele faz parte da história da cafeicultura do Espírito Santo, e a Realcafé foi decisiva nesse processo para termos reconhecimento mundial”, destacou.

Já para o prefeito de Marechal, Cacau Lorenzoni, a premiação é motivo de orgulho para o município e estímulo para toda a cafeicultura.

Conheça os vencedores:

1° lugar: José Carlos Velten-Marechal Floriano
2° lugar: José Leandro Romão - Castelo
3° lugar: Marcos Antônio Tomazini- Castelo
4° lugar: Luciano Dutra Pimenta- Afonso Cláudio
5° lugar: Luiz Ambrozim- Brejetuba
6° lugar: Noeli Edir de Paula- Brejetuba
7° lugar: Flosina Littig Braga- Afonso Cláudio
8° lugar: Wesley Isac Noia Gomes- Ibatiba
9° lugar: Arnaldo Krause- Itarana
10° lugar: Gilberto Brioschi- Venda Nova do Imigrante
11° lugar: José Davino Gomes- Ibatiba
12° lugar: Lurdiane Cacia Uhlig Krause -Itarana
13° lugar: Luciano Dazílio Delpupo - Afonso Cláudio
14° lugar: Moacir Vieira de Amorim- Afonso Cláudio
15° lugar: Benice Braga Sutil- Afonso Cláudio
16° lugar: Amélio Leocádio Pereira- Ibatiba
17° lugar: Claudia Krause Battestin-Itarana
18° lugar: Laudio Krause- Itarana
19° lugar: Lindalva Delpupo Ruckdeschel- Afonso Cláudio
20° lugar: Gilmar de Castro Souza- Irupi