Oitocentas embalagens com o peso de 15 quilos cada. Este é o total de gengibre, cultivado no Espírito Santo, que será exportado para o Paraguai. A raiz colhida nas terras capixabas é considerada de alta qualidade e é produzida nas regiões rurais de Caramuru, Alto Galo e Califórnia, nos municípios de Santa Leopoldina e Domingos Martins.

Representantes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado (Sebrae-ES) estiveram reunidos na segunda-feira (05) para mais uma avaliação sobre a proposta de uma nova legislação de inspeção e fiscalização sanitária referente às instalações, dependências e equipamentos para as agroindústrias de pequeno porte.

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) registrou a comprovação de 1.872.013 animais (97,02%) vacinados contra febre aftosa em todo o Estado na última etapa da campanha de vacinação realizada durante o mês de novembro. Na ocasião, foram imunizados bovinos e bubalinos de todas as faixas etárias.

Está aberta a Chamada Pública para a aquisição de produtos alimentícios da agricultura familiar que serão destinados à alimentação dos alunos matriculados na rede estadual de ensino. Os agricultores familiares, organizados em cooperativas e associações, já podem se organizar para vender os seus produtos para a Secretaria de Estado da Educação (Sedu) do Espírito Santo.

Para facilitar o trabalho dos produtores e a comunidade rural de Santa Leopoldina, o Governo do Estado – por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) – entregou, na tarde desta quinta-feira (08), equipamentos para auxiliar na agricultura.

Apesar da seca e da diminuição das áreas de café conilon cultivadas no Espírito Santo, o desempenho do Estado nesse segmento é extremamente significativo: representa 62,4% de toda a produção do país. Em 2017, a safra de café fechou em 8.865 sacas beneficiadas, sendo a maior parte, 64,72%, de café Robusta.

Mesmo num município onde há um dos maiores índices de preservação da mata Atlântica no Espírito Santo, o risco de falta d’água é uma preocupação. Por esta razão a Prefeitura de Marechal Floriano está mobilizada para garantir que o líquido esteja disponível e supra a demanda, incluída a da produção rural, já que o setor é que mais gera renda e emprego na região.